Copy
Newsletter #9
Junho 2017
Explorar a Dinâmica Computacional de Fluidos no Desporto Adaptado

Verificar o efeito do uso de diferentes capacetes na aerodinâmica de um atleta paralímpico nas provas de velocidade em cadeiras de rodas e testar o arrasto aerodinâmico nas posições adoptadas pelos sujeitos na cadeira de rodas são os principais objectivos do projecto de investigação “Análise Computacional de Fluidos nas Provas de Velocidade em Cadeiras de Rodas”, que está a ser desenvolvido por uma equipa do CIDESD.
 
Pela primeira vez, a metodologia da Dinâmica Computacional de Fluidos (CFD) está a ser aplicada em atletas paralímpicos. O coordenador do projecto, Daniel Marinho, reconhece que “CFD”, “provas de velocidade em cadeiras de rodas” e “paralímpicos” foram «os termos determinantes para perceber que existia uma área escassa de investigação». «Por isso, podíamos fazer a diferença pela inovação e antecipação», acrescenta.
Actualmente, os treinadores e os analistas desportivos revelam uma maior preocupação pelo controlo das forças resistivas em provas de velocidade. Quando se trata de provas de velocidade com recurso a veículos (por exemplo, bicicletas ou cadeiras de rodas), a resistência de rolamento e o arrasto aerodinâmico são as forças resistivas a considerar.
«No caso das cadeiras de rodas e a velocidades superiores a 5 m/s, o arrasto aerodinâmico representa cerca de 35% das forças resistivas. O controlo desta variável pode auxiliar os atletas e treinadores a adoptarem estratégias para as provas», explica o investigador Pedro Forte.
Graças à metodologia CFD, é possível obter informações sobre qual a melhor posição para um atleta em cadeira de rodas e minimizar factores de interferência como a variabilidade intra-sujeito ou alterações ambientais. «A CFD permite-nos obter dados sobre o arrasto de pressão, viscosidade (superfície) e total, além dos respectivos coeficientes», refere Pedro Forte.

Até agora, foram desenvolvidos dois estudos sobre a influência no arrasto aerodinâmico de dois tipos de capacetes e com duas posições distintas e frequentemente adoptadas pelos atletas. Para tal, a equipa de investigação do CIDESD recorreu a um atleta paralímpico da classe T-52, 4º classificado no ranking mundial nas provas de 100m e 400m, para “obter um modelo 3D para posteriormente realizar as simulações computacionais”

Assim, foi possível concluir que os melhores capacetes a utilizar pelos atletas paralímpicos são os do tipo contra-relógio e os atletas devem manter o olhar em frente tanto quanto possível.
Contornos de pressão nos ângulos de ataque 0º e 90º (olhar em frente e olhar para baixo, respectivamente)
«Quanto ao estudo das diferentes posições na cadeira de rodas, procuramos estudar os diferentes tipos de arrasto em diferentes momentos do ciclo da puxada e diferentes posições», adianta Daniel Marinho. Os momentos estudados foram a pegada (contacto com as mãos do atleta nas rodas da cadeira), largada (largada das mãos dos aros das rodas) e a recuperação (braços estendidos para trás), mas os dados ainda estão a ser analisados, pelo que serão divulgados em breve.
Diferentes posições dos braços durante um ciclo de puxada (início da propulsão,
fim da propulsão e recuperação, respectivamente)
Este trabalho está a ser desenvolvido na Universidade da Beira Interior pelo aluno de doutoramento Pedro Forte, contando com a orientação dos professores Daniel Marinho e Tiago Barbosa e com a colaboração dos professores Pedro MorouçoAntónio Silva e Jorge Morais.

Embora a aplicação da CFD seja cada vez mais recorrente, as análises e conclusões no caso dos desportos paralímpicos tendem a ser feitas com recurso aos seus homólogos. «Desta forma, fica por considerar a especificidade da modalidade. O simples facto de trabalharmos numa modalidade paraolímpica, e com um atleta de elite, mostra-se um ponto forte na inovação e promoção para o desenvolvimento da modalidade», conclui Daniel Marinho.

Este Plano de Actividades Colectivo, coordenado pelo investigador Daniel Marinho, centra-se também noutra linha de investigação – Análise da Performance Desportiva – que procura estudar o efeito de diferentes tipos de aquecimento no rendimento desportivo em diferentes modalidades, com destaque para os desportos individuais.
«Para além disso, temos tido uma forte preocupação com todas as questões que dizem respeito à avaliação e controlo do treino, analisando também de que forma diferentes tipos de programas de treino podem influenciar a performance desportiva», explica Daniel Marinho.

Os investigadores Daniel Marinho, Mário Marques, Henrique Neiva e Ricardo Ferraz, da UBI, João Viana (ISMAI) e Tiago Barbosa (Nanyang Technological University) constituem a equipa principal. Neste projecto, colaboram ainda Helena Gil (aquecimento - corrida), Luís Silva (aquecimento - desportos colectivos), António Sousa e Ana Alves (treino combinado força e resistência), Luís Branquinho (treino de força no futebol), Nuno Amaro (treino de força em natação), Rui Ramos (CFD – Natação), Pedro Forte (CFD – Desporto Adaptado), que estão a desenvolver os seus trabalhos de doutoramento.

| Notícias |


«Interactive landscapes in training and performance analysis in team sports» foi o mote da palestra proferida pelo director do CIDESD, Jaime Sampaio, na Universitat de Vic - Universitat Central de Catalunya. A 19 de Maio, cerca de 70 alunos, professores e antigos estudantes perceberam como os dados de posição obtidos por GPS possibilitam uma melhor análise do rendimento desportivo. 
Nesta visita, a convite de Javier Peña López, director do Centre d'Estudis en Esport i Activitat Física (CEEAF), Jaime Sampaio reuniu com Eduard Ramírez, o decano da Faculdade de Educação, Tradução e Ciências Humanas, e com investigadores do Sport Performance Analysis Research Group (SPARG) para explorar iniciativas de investigação conjuntas.
De 8 a 12 de Maio, os investigadores do CIDESD Jorge Arede e Rafael Vaz estiveram na Universidad de San Jorge de Zaragoza e no clube Tecnyconta Zaragoza (Liga ACB), onde acompanharam sessões direccionadas para a melhoria da condição física e específica dos basquetebolistas, conduzidas por Oliver Gonzalo-Skok, coordenador da preparação física na Federação Espanhola de Basquetebol (escalões de Sub-13 a Sub-17) e preparador físico da selecção espanhola Sub-17 de Basquetebol. «Ao longo destes dias, ficámos a conhecer o controlo da carga associado ao treino da força (perfil de força-velocidade), as diferentes aplicações da sobrecarga excêntrica (com recurso ao cone excêntrico) com vista à melhoria da potência muscular, activação/controlo da musculatura do tronco (com especial ênfase no complexo lumbopélvico) e da mobilidade articular», explica Jorge Arede.






O professor alemão Wolfgang Schöllhorn esteve por Vila Real para conhecer de perto o trabalho que é desenvolvido no CIDESD. Durante duas semanas, o conceituado académico das Ciências do Desporto da Johannes Gutenberg-Universität Mainz esteve em contacto com os investigadores do CreativeLab, conhecendo o seu trabalho e dando até o seu contributo. Foi responsável por um workshop aberto à participação dos estudantes da UTAD e orador na 2ª Conferência do International Master in Performance Analysis of Sport, com a comunicação "Never learn the right in order to become the best".
Recentemente, 
Schöllhorn esteve em Portugal para explicar a sua "Teoria da Aprendizagem Diferencial", que rompe com a ideia tradicional de que a repetição é o melhor método para desenvolver um jogador.
Já é possível aceder ao questionário sobre a utilização de tecnologia na monitorização de exercício/actividade física em Portugal através do website «Uso de Wearables em Portugal».
Desenvolvido no âmbito do projecto NanoSTIMA, este questionário já foi aplicado a mais de mil participantes, de Norte a Sul do País (2,9% do distrito de Aveiro, 3,0% de Braga, 6,6% de Bragança, 0,4% de Castelo Branco, 0,9% de Coimbra, 0,6% de Évora, 3,5% de Faro, 9,5% da Guarda, 1,0% de Leiria, 6,7% de Lisboa, 30,9% do Porto, 0,3% de Santarém, 3,7% de Setúbal, 8,4% de Viana do Castelo, 18,8% de Vila Real. 1,8% de Viseu,
0,7% dos Açores e 0,6% da Madeira).
A participação é voluntária e indispensável para se conseguir avaliar o uso de meios tecnológicos (como aplicações de telemóvel, cronómetros, relógios, GPS, pulseiras, entre outros) na monitorização da actividade física, a nível nacional.





O professor Jaime Sampaio, director do CIDESD, integrou o júri de doutoramento na Universidad Pablo de Olavide [Sevilha] do doutorando Ignácio Torreño, que integra a equipa técnica do treinador português Paulo Sousa (que já passou por equipas como ACF Fiorentina, FC Basel, Maccabi Tel Aviv FC ou Videoton FC).
"Análisis de los Patrones de Movimiento e Intensidad del Ejercicio en Fútbol Profesional, empleando Sistemas GPS y la Respuesta de la Frecuencia Cardiaca Durante Partidos Oficiales" é o título do trabalho desta tese de doutoramento.
| Publicações |
«Influence of aquatic exercises in physical condition in patients with multiple sclerosis», in Journal of Sports Medicine and Physical Fitness 

«A randomized trial of the effects of an aquatic exercise program on depression, anxiety levels, and functional capacity in of people who suffered an ischemic stroke», in Journal of Sports Medicine and Physical Fitness 

«The aging influence on cardiorespiratory, metabolic, and energy expenditure adaptations in head-out aquatic exercises: Differences between young and elderly women», in Journal Women & Health

«Short - and long - term effects of using shooting straps on free - throw accuracy of young female basketball player», in Kinesiology

«Effects of a respiratory functional training program on pain and sleep quality in patients with fibromyalgia: A pilot study», in Complementary Therapies in Clinical Practice
| Agenda |


 
Eventos:

Congresso Internacional de Periodização Táctica | Porto - Portugal | 8-10 Junho
Congress of the European College of Sport Science | MetropolisRuhr - Alemanha | 5-8 Julho

International Conference on Childhood Obesity | Lisboa - Portugal | 5-8 Julho
Seminário Internacional de Educação Física, Saúde e Lazer | Guarda - Portugal | 10-12 Julho
Congresso Mundial de Psicologia do Desporto | Sevilha - Espanha | 10-14 Julho
International Society for Exercise and Immunology Symposium | Coimbra - Portugal | 11-14 Julho

FINA World Championships | Budapeste - Hungria | 14-30 Julho
International Conference on Kinesiology and Exercise Sciences | Atenas - Grécia | 24-27 Julho


 
Formações:
 
Copyright © 2017 | CIDESD
         
         


   
 
* Caso não queira receber mais newsletters do CIDESD, por favor, responda a este e-mail com o assunto "remover"






This email was sent to <<Email Address>>
why did I get this?    unsubscribe from this list    update subscription preferences
CIDESD - Centro de Investigação em Desporto, Saúde e Desenvolvimento Humano · Quinta de Prados · Vila Real 5001-801 · Portugal

Email Marketing Powered by Mailchimp