Copy
Newsletter #5
Fevereiro 2017
Talentódromo Desportivo de Vila Real, um projecto estratégico do CIDESD
 
Sessões de treino personalizadas e com o objectivo de explorar diversas aptidões desportivas específicas e complementares são a identidade do Talentódromo Desportivo de Vila Real. Desde 2016, já foram apoiados quase 30 desportistas, de ambos os sexos, em dez modalidades. «O número de desportistas tem vindo a crescer e a procura continua a ser elevada. Neste momento, estamos com 19 e sentimos que estão muito motivados e que notam melhorias no rendimento desportivo», refere Nuno Leite, um dos coordenadores técnicos do projecto.

Promovido pela
autarquia de Vila Real, pela UTAD e pelo CIDESD, o Talentódromo é uma estrutura de apoio ao desenvolvimento dos talentos desportivos do concelho de Vila Real, que foi idealizada pelo investigador Jaime Sampaio. Presta um serviço de acompanhamento ao processo de treino desportivo, potenciado quer pelos meios tecnológicos de excelência, quer por recursos humanos muito qualificados.



Localizado no Pavilhão dos Desportos de Vila Real, o Talentódromo permite que os desportistas realizem uma a duas sessões semanais de treino, entre as 9 e as 20h. Antes de chegarem a esse patamar, os desportistas são referenciados pelos treinadores, coordenadores dos clubes e directores técnicos das associações distritais. Posteriormente, a direcção técnica do Talentódromo confirma se observam os seguintes requisitos: compromisso com o processo de treino, boa capacidade de resiliência, bom desempenho escolar e comportamento social

Feita uma avaliação de diagnóstico, a equipa do Talentódromo concerta com os treinadores um programa de treino anual para desenvolver capacidades como agilidade, potência muscular, equilíbrio, velocidade, entre outras. «Quando planeamos tarefas de treino, consideramos a opinião dos treinadores acerca das debilidades dos desportistas, bem como as capacidades que considerem mais importantes treinar ou reforçar; e a nossa própria percepção acerca das suas lacunas, sustentada numa bateria de testes físicos específicos ou não específicos que realizaram no início do projecto e que repetem com alguma regularidade», refere o treinador Nuno Mateus.

Para a prossecução da sua estratégia, o Talentódromo mantém acordos de cooperação com a
Associação Desportiva e Cultural Diogo Cão, o Abambres Sport Clube, a Associação de Ténis de Mesa de Vila Real, o Ginásio Clube Vila Real, a Sneakers Running & Cycling Team, o Sport Vila Real e Benfica, o Académico de Alves Roçadas, a Academia de Futsal do Sporting/Núcleo Sportinguista de Vila Real, o Basket Clube de Vila Real, o CCR Arrabães, o Núcleo de Atletismo de Vila Real e a Speedy Motorsport.

Isabel Gomes, coordenadora técnica do Talentódromo, considera que o projecto veio «colmatar algumas lacunas dos clubes da cidade, nomeadamente na avaliação dos seus possíveis talentos e na opção de desenvolver treinos complementares na especificidade de cada modalidade». «Acreditamos que estão lançadas as bases para que os clubes possam ter atletas mais bem preparados para os desafios da competição. Por outro lado, as associações no plano desportivo também colhem os efeitos do trabalho desenvolvido entre o Talentódromo e os clubes, pois os atletas são os mesmos que podem estar disponíveis para as várias selecções distritais, podendo até atingir outros níveis competitivos no panorama nacional», acrescenta.



Tecnologia de ponta
Apadrinhado pelo ex-futebolista vila-realense Simão Sabrosa, o Talentódromo dispõe das mais avançadas tecnologias ao serviço da optimização da performance desportiva. “A tecnologia é do mais avançado que existe a nível mundial e só é comparável a centros de alto rendimento. Por isso, não podíamos estar melhor apetrechados”, destaca Nuno Leite.
Sessão de treino no Talentódromo Desportivo de Vila Real
A tecnologia disponível no Talentódromo acaba, também, por ser um poderoso aliado para os treinadores. «Além de permitir um diagnóstico consistente das capacidades motoras dos atletas, a tecnologia possibilita a criação e implementação de programas de intervenção que assegurem a manutenção/melhoria da performance desportiva, mas também um controlo do efeito desses programas», refere Jorge Arede.

Perfis dos atletas
Esforço, dedicação e entrega compõe a trilogia de sucesso da prática desportiva do Talentódromo. Com experiência como treinador em clubes da região, Nuno Mateus afirma que o desportista do Talentódromo se distingue «pelo gosto pelo treino, pela enorme capacidade de trabalho e de superação, bem como pelo desejo de ser melhor».

Os coordenadores técnicos do Talentódromo não têm dificuldade em identificar dois conjuntos de
desportistas. «No grupo Talento, os desportistas estão numa fase inicial do desenvolvimento desportivo, são mais jovens, com idades entre os 12 e os 17 anos, estudam e têm 4 a 5 anos de prática desportiva. Já o grupo Pro é mais reduzido e privilegia o treino específico. É composto por desportistas entre os 18 e os 23 anos, já com formação académica e até com participações nos Jogos Olímpicos», refere Nuno Leite.
«O trabalho no Talentódromo tem sido fundamental para a minha atitude no Circuito Internacional de Vila Real, pois sinto uma enorme melhoria a nível da coordenação, força, resistência, reflexos e concentração.»

Rafael Lobato

«O Talentódromo
ajudou-me a chegar
mais longe


Guilherme Vilela

 
 
O investigador Javier Peña López visitou, no último mês, o Talentódromo e ficou “impressionado” com o trabalho desenvolvido. «É um projecto muito interessante, que segue na esteira de projectos semelhantes que conheci noutras partes do mundo, como Estados Unidos, Canadá, África do Sul ou Austrália», revela. Além do acompanhamento personalizado e do fluxo constante de informação entre o Talentódromo e os treinadores dos atletas, Javier López considerou que «Vila Real e as suas organizações desportivas têm muita sorte em ter aliados como a UTAD, o CIDESD e o CreativeLab». «O Talentódromo deverá ser o gérmen em que clubes da cidade e treinadores se apoiam para elevar o nível das equipas e dos atletas», sublinha o também director do Centro de Estudos em Desporto e Actividade Física da Universidade de Vic.
| Notícias |
Em 2016, os investigadores do CIDESD publicaram 44 artigos científicos em revistas indexadas no primeiro e no segundo quartis do Journal of Citation Reports e 25 trabalhos no terceiro e quarto quartis
Face aos números da produtividade científica, a direcção do CIDESD decidiu atribuir, por unanimidade, uma
menção honrosa à Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro pelo seu papel fundamental no desenvolvimento dos projectos NanoStima e Deus Ex-Machina e, também, duas menções honrosas para distinguir a tese de doutoramento do investigador Jorge Morais e o trabalho desenvolvido pela investigadora Lara Carneiro ao longo do último ano.
O CIDESD viu alguns dos seus investigadores serem distinguidos na cerimónia dos Prémios de Investigação Ciências do Desporto COP | Fundação Millennium BCP 2016. Ricardo Ferraz ganhou o primeiro prémio na área do Treino Desportivo pelo trabalho "Efeitos do conhecimento da duração da tarefa nos padrões de 'pacing' durante jogos reduzidos em futebolistas profissionais". Ainda na mesma categoria, foi atribuída uma menção honrosa a Eduardo Abade, autor de "Reactivação muscular antes dos jogos de futebol: é benéfico para a performance física?". Já Diogo Monteiro recebeu uma menção honrosa na área da Psicologia e Pedagogia do Desporto, graças à investigação "Abandono em atletas portugueses de natação: diferenças entre géneros e escalões competitivos e impacto nas intenções de voltar à prática". Nesta 3ª edição dos Prémios de Investigação Ciências do Desporto COP | Fundação Millennium BCP 2016, foram recebidas 44 candidaturas nas três áreas a concurso.
Já arrancou o ExTra4Health - Programa de Exercício Físico para um Envelhecimento Activo e Saudável, cujas sessões decorrem três vezes por semana no Instituto Universitário da Maia. «O projeto E4H visa a integração de tecnologias de informação e comunicação (aplicações móveis e websites) e de dispositivos para monitorização do exercício físico (smartphones, smartwatches)», explica o investigador João Viana.
Desenvolvido no âmbito do projecto NanoSTIMA, o ExTra4Health vai envolver, nesta primeira fase do programa, três dezenas de participantes.
O investigador do CIDESD, Aldo Costa,  vai presidir a Associação Portuguesa de Técnicos de Natação (APTN) no quadriénio 2016/2020. «Neste mandato, pretendemos dar continuidade ao que de bom foi feito, mas com um foco na relevância corporativa e institucional da APTN junto dos sócios, das organizações desportivas e demais entidades com responsabilidade na política desportiva nacional, gestão e organização territorial».
Vencida a eleição de 14 de Janeiro, Aldo Costa prepara-se para assinalar os 40 anos da APTN. «Um dos principais desafios que se coloca passa pela criação de valor aos sócios, priorizando a promoção e disseminação de boas práticas e da investigação científica aplicadas à natação nas suas diferentes vertentes, às actividades aquáticas nos vários âmbitos de actuação e à gestão desportiva aplicada às actividades aquáticas", sublinha o novo líder da
APTN.
| Agenda |


 
Eventos:

International Congress Sport, Doping and Society | Madrid - Espanha | 15-17 Fevereiro
Football Innovation Summit | Londres - Inglaterra | 22-23 Março
Football and other Talks | Estoril - Portugal | 22-24 Março
Global Adventure and Mountaineering Conference and Expo 2017 | Nepal | 31 Março - 2 Abril
Congresso da Associação Portuguesa de Técnicos de Natação | Gondomar - Portugal | 29-30 Abril

European Congress of Endocrinology | Lisboa - Portugal | 20-23 Maio
European College of Sport Science | Ruhr Metropolis - Alemanha | 5-8 Julho
Seminário Internacional de Educação Física, Saúde e Lazer | Guarda - Portugal | 10-12 Julho
Congresso Mundial de Psicologia do Desporto | Sevilha - Espanha | 10-14 Julho

 
Formações:

Clinic International de Basquetebol | Vila Real | 11 Fevereiro
Treino da Liderança para Treinadores | Gondomar | 31 Março - 1 Abril
Gestão da Organização Desportiva | Gondomar | 21-22 Abril
Copyright © 2017 | CIDESD
         
         



 
     
 
* Caso não queira receber mais newsletters do CIDESD, por favor, responda a este e-mail com o assunto "remover"






This email was sent to <<Email Address>>
why did I get this?    unsubscribe from this list    update subscription preferences
CIDESD · Quinta de Prados · Vila Real 5001-801 · Portugal

Email Marketing Powered by Mailchimp