Copy
Junho 2016
2016 está passando muito rápido. O ano mal começou e já estamos em junho.

Essa é uma época de festas juninas, férias e muita alegria. Embarcando nesse espírito, a equipe da PROExC tira uma pequena folga da produção do boletim do próximo mês.

Mas, calma! Em agosto voltaremos com toda energia para mantê-los informados sobre projetos de extensão e iniciativas culturais da UFPE. 

Até lá!
ACONTECE
 

Cecine realiza curso de Introdução à Astronomia em julho



Em homenagem aos seus 50 anos, a Coordenadoria do Ensino de Ciências no Nordeste da UFPE, com o apoio da Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE), realiza um curso de introdução à astronomia.

Ministrado pelo Professor Antônio Carlos Miranda, da UFRPE, o curso oferece noções básicas de astronomia para qualquer pessoa que tenha interesse em participar: sejam estudantes dos ensinos médio ou superior, professores ou membros da comunidade em geral.

O curso, que se inicia no dia 06 de julho, terá a duração total de 20 horas, no período de cinco semanas, sendo os encontros nas quartas e sextas-feiras, das 12h às 14h.

As aulas serão expositivas e os alunos utilizarão equipamentos como lunetas e telescópios e farão visita técnica de campo a pontos da história da Astronomia no Recife Antigo e no Alto da Sé de Olinda. 

Os participantes estudarão variados assuntos de Astronomia para principiantes como história da astronomia dos povos antigos (Mesopotâmia, Grécia), astronomia no brasil e em Pernambuco, formação, reconhecimento de constelações e evolução de estrelas, entre outros.

Para participar não é necessário nenhum conhecimento prévio. A inscrição é gratuita e deve ser feita online para que o certificado do participante seja emitido.


Mais informações:
Cecine
(81) 2126-7030

cecine@ufpe.br
 

CAC recebe encontro de corais 


O projeto de extensão Ars Canticus - Laboratório de Vozes promove encontro de corais no Centro de Artes e Comunicação da UFPE. A apresentação vai acontecer no dia 27 de junho, às 19h45, no Auditório Evaldo Coutinho, no Centro de Artes e Comunicação. A entrada é franca.  
O evento é aberto ao público e conta com a participação do Coro Infanto-Juvenil do Colégio de Aplicação (CAP) com coordenação da professora Klésia Garcia, do Departamento de Música, e do professor Rodrigo Luna, do CAP.
Sérgio Deslandes, professor responsável pelo evento, falou sobre a iniciativa. “A principal importância do encontro é proporcionar um movimento de apreciação musical e de demonstração de um projeto de extensão que atende efetivamente a comunidade interna e externa da UFPE. E que, além disso, forma uma mine comunidade que tem o canto como elemento unificador“, disse.
O Ars Canticus - Laboratório de Vozes funciona desde 2010 com o objetivo de ensinar pessoas que não possuem conhecimento de teoria musical a cantar. O projeto tem alunos de diversos cursos da universidade, como turismo, medicina, de mestrado e de doutorado. As reuniões acontecem duas vezes por semana e têm monitoria de alunos do curso de música da UFPE.

Cine Ciclo Benfica divulga programação de julho 



 
O Cine Ciclo Benfica divulgou a programação do mês de julho. Os filmes exibidos abordam a temática "Regimes ditatoriais: ações e reações".
 
As exibições vão acontecer sempre aos sábados, no Teatro Joaquim Cardozo, no Centro Cultural Benfica, às 15h. Serão dois filmes por semana, sendo um curta e um longa-metragem. A entrada é franca.
 
O Cine Ciclo Benfica integra o projeto CineCiclo, que promove a exibição de filmes na UFPE.
 
Confira a programação:
 
Dia 9 de julho
LONGA: Videogramas de uma Revolução - Diretor: Harun Farocki e Andrei Ujica
CURTA: Noite e neblina - Diretor: Alain Resnais
 
Dia 16 de julho
LONGA: Muito Além do Cidadão Kane - Diretor: Simon Hartog
CURTA: Episódio de “Lutas.doc” (série de TV) - Diretor: Luiz Bolognesi e Daniel Augusto
 
Dia 23 de julho
LONGA: Utopia e Barbárie - Diretor: Silvio Tendler
CURTA: Mato Eles – Diretor: Sergio Bianchi
 
Dia 30 de julho
LONGA: Batismo de sangue - Diretor: Helvécio Ratton
CURTA: Lajotas em Buenos Aires – Diretor: Carmen Guarini

Mais informações

(81) 2126.8642

CAV comemora 10 anos de atividades com Festa Junina no próximo dia 30

          

Em comemoração aos 10 anos do Centro Acadêmico de Vitória será realizado no dia 30 de junho, às 14, o São João do CAV, a festa contará com a participação da quadrilha Traquejo, de Gravatá. 

Grupos Contracantos e Contraventos iniciam turnê na França

      
 
O espetáculo “Povo Brasileiro: Cantos do Nordeste” estrelado pelo grupo vocal Contracantos e o grupo instrumental Contraventos iniciaram turnê na França no dia 18 de junho. As apresentações começaram na cidade de Grenoble, e ainda vão passar por Lyon e Paris.

A ideia central do projeto, baseada em pesquisa e elaboração de repertório coral, procura levantar peças musicais influenciadas pelas três grandes matrizes formadoras da cultura brasileira: a africana, a indígena e a europeia.

O repertório do espetáculo transita entre o erudito e o popular, trazendo peças corais e instrumentais de importantes compositores pernambucanos. Destacam-se os arranjos e as composições de integrantes dos grupos, como a suíte Afro-Brasileira com arranjo de Lucia Helena Cysneiros e as peças instrumentais de Edson Silva e Carlos Silva.

Este espetáculo se iniciou a partir da leitura de textos do antropólogo e escritor Darcy Ribeiro sobre o povo brasileiro, suas matrizes formadoras e cultura diversa. Sua pesquisa musical seguiu buscando ritmos e melodias que nos identificam como brasileiros e que representam um pouco do Nordeste.

O ponto de partida da turnê francesa foi a cidade de Grenoble, com apresentações nos dias 18, no Espace Paul Jargot, en Crolles, e 19, no St-Hugues de Chartreuse. No dia 23, a apresentação será no Espace Claretière Fontanil, às 20h. A segunda parada será em Lyon, com apresentação no dia 24 deste mês, em Temple du Change, às 20h. A turnê encerra-se em Paris, no dia 1º de julho no Église Saint Merry, às 18h. Todos os horários são do fuso-horário francês.

O espetáculo tem direção musical e regência de Flávio Medeiros, preparação vocal e direção cênica de Luiz Kleber Queiroz e preparação rítmico-corporal de Maria Aida Barroso. Os três são professores do Departamento de Música da UFPE. “Povo Brasileiro: Cantos do Nordeste” tem patrocínio Funcultura/Fundarpe (Governo do Estado de Pernambuco), com apoio da UFPE.

Os grupos
O grupo Contracantos foi criado em 2002 por Flávio Medeiros, maestro e professor da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). Desde então, Contracantos vem realizando concertos em teatros, igrejas, escolas e em diversos espaços pelo Brasil e pelo exterior (França, Suíça e Estados Unidos) e, assim, se tornou um dos principais grupos vocais do nordeste brasileiro.  O grupo percorre por vários repertórios que vão do erudito ao popular, em concertos a cappella ou acompanhados por orquestras sinfônicas ou grupos de câmara. Participou de importantes festivais como o Lotus World Music & Arts Festival (EUA), MIMO, dos Virtuosi Internacional, Brasil e na Serra. Fez participações especiais nos CDs da Orquestra Sinfônica do Recife, do grupo Sagrama, da Orquestra Sinfônica Virtuosi e da UFPE.

O Contraventos foi criado em 2003 para atuar juntamente com o grupo Contracantos. O grupo instrumental é composto por músicos com formação erudita e popular e sua formação possibilita novas combinações e texturas sonoras, fomentando a pesquisa, composição e novos arranjos.

Campanha: Chuva de Solidariedade para Maria

Na segunda-feira, 30 de maio, as fortes chuvas que tomaram a Região Metropolitana do Recife tomaram também os lares de muitos cidadãos. A tempestade castigou diversos bairros, e o prejuízo causado aos seus moradores é incalculável, uma vez que, em uma situação terrível como essa, a dor de quem perdeu tudo não se resume apenas à perda dos bens materiais – ela também se estende aos bens que traziam lembranças e possuíam um grande valor sentimental, sem contar com aqueles que carregam o resultado do esforço e sacrifício de quem trabalhou duro para poder conquista-los.

Quem teve sua casa inundada agora se vê sem outra opção, se não ter que recomeçar a sua vida do zero. Reconstruir um lar já é por si só uma tarefa extremamente difícil, e se torna algo ainda mais doloroso quando se carrega este peso sozinho. Por isso, precisamos ajudar aqueles que precisam, e estender a mão para os amigos que sofreram com o desastre causado pela chuva.

Nossa amiga Maria, que mora em Olinda, infelizmente foi uma dessas pessoas. Ela teve sua casa completamente invadida pelas águas; seus cômodos ficaram inundados, causando danos irreparáveis a móveis, geladeira, fogão e vários outros bens. No intuito de diminuir um pouco suas perdas e prestar solidariedade, neste momento, sugerimos a todos que nos unamos para ajudar Maria, fazendo doações para que ela possa recuperar o que foi perdido o mais breve possível.

Para contribuir acesse o site da Vakinha.
 


Marque na sua agenda: de 19 a 23 de julho a UFPE recebe o 13º FREPOP

Com apoio da PROExC, a UFPE vai receber a 13ª edição nacional – e 10ª internacional – do Fórum de Educação Popular (FREPOP), que acontece entre 19 e 23 de julho.  De acordo com a programação no site do evento, o fórum vai contar com atividades de acolhimento, oficinas, rodas de conversa, arenas, além de uma cerimônia de abertura e uma assembleia de encerramento geral.

O encontro tem o objetivo de dialogar e compartilhar os diferentes olhares, saberes e práticas de educação popular. Além de assegurar a importância do diálogo na construção e no fortalecimento de políticas públicas que integram educação e mobilização em ações pela defesa e ampliação de direitos.

O processo de escolha da UFPE para sediar o fórum começou em julho de 2015, durante a I Ciranda metodológica Marcus Fraga, onde 57 educadores decidiram que o tema gerador seria: Educação Popular: desafios das lutas sociais na construção da sociedade que queremos; e também das comissões que iriam atuar: mobilização, comunicação, cultural, acolhimento, infraestrutura e logística, frepopinho, secretaria executiva e financiamento.

Em abril deste ano, o Centro de Artes e Comunicação (CAC) sediou A II Ciranda de organização e mobilização, com participação da PROExC, com Flávia Campos e Miriam Maia, definiu-se quais seriam os subtemas a serem tratados pelo FREPOP. Foram escolhidos 10 temas, dentre eles: Gênero- Sexualidade, Espiritualidade, Etnia tensões e resistências para a Sociedade que Queremos e A Cultura como Resistência e Luta numa perspectiva Emancipatória.

O prazo para inscrições de atividades foi prorrogado e encerra dia 28 de junho.

Mais informações

www.frepop.org.br
 


UFPE cria mestrado em Música e recebe inscrições no mês de junho

 
Por Ascom
 
A UFPE lançou o edital de seleção do novo curso de mestrado acadêmico em Música, que oferece 15 vagas. Podem concorrer à seleção graduados de qualquer área. As inscrições estão abertas de 13 a 21 de junho e as aulas têm início em agosto. As inscrições podem ser feitas das 11h às 17h, pessoalmente, por procuração ou via Sedex, na secretaria da pós-graduação, localizada no 2º andar do Centro de Convenções da UFPE.

O curso tem como área de concentração Música e Sociedade, que abrange estudos interdisciplinares das práticas musicais e de suas inter-relações com a cultura e a sociedade e se caracteriza pela diversidade de abordagens, com vistas à análise de representações e práticas relevantes a criação, produção e recepção musical. A área estudará aspectos relacionados à sociedade e a cultura nas atividades musicais e na sua representação, disseminação e transmissão.

A área de concentração está dividida em duas linhas de pesquisa, “Música, Cultura e Sociedade”, que oferece nove vagas, e “Música, Educação e Sociedade”, com seis vagas. A primeira propõe a investigação de práticas e representações musicais e suas inter-relações com a cultura e a sociedade, enfocando a música em suas condições sociais de produção, transmissão e recepção. Já a segunda investigará os processos de transmissão de repertórios e práticas culturais, e de processos de formação de gosto, aptidões e habilidades musicais, em diferentes contextos socioculturais.

O coordenador do programa, Carlos Sandroni, acha que a demanda pelo novo curso de mestrado será alta por se tratar de um curso muito esperado. Ele explica que o Departamento de Música da UFPE vem formando pessoal há muito tempo e tem uma maioria de alunos de licenciatura, ou seja que já trabalham com educação musical. “Além disso, esta pós-graduação interessa não só a pessoas formadas em Música, mas de outras áreas, por causa do nosso próprio quadro docente, que é interdisciplinar”, destaca.

Sandroni conta que a proposta do novo curso é interdisciplinar. “Contamos com três docentes do Departamento de Música que trabalham com essa interface entre música e sociedade e agregamos colegas de outras áreas, que pesquisam música, mas estão em outros departamentos. Assim temos colegas de Educação, Antropologia, Comunicação e Informática, por exemplo”, enfatiza ele.

De acordo com o coordenador, o impacto do novo curso é especialmente evidente nesta região. “Pernambuco é um estado muito musical e que atrai muita gente para realizar pesquisa aqui, sobretudo com relação à música popular e de tradição oral. Então, o Estado já é um campo de pesquisa e destaque internacional na música há muito tempo. Além disso, a música é uma área em que a Universidade tem muito a dialogar com a sociedade e a sociedade se interessa não só pela música, mas pela pesquisa que está sendo feita sobre ela”.

 
Mais informações
(81) 2126.8597
ppgm.ufpe@gmail.com

Festival Varilux de Cinema Francês 2016 exibe sessões de filmes na UFPE

 
Da assessoria do festival/adaptado

Depois do sucesso da edição 2015 com 110 000 espectadores no Brasil, o Festival Varilux de Cinema Francês está de volta até o dia 22 deste mês em mais de 50 cidades brasileiras. A seleção inclui o melhor do cinema francês recente e explora os diferentes gêneros da comédia ao filme autoral. Ao todo, a programação conta com 15 filmes inéditos e um grande clássico do cinema francês, o filme “Cholocate”, de Roschdy Zem, com o premiado ator francês Omar Sy.

Recife é uma das dez cidades que recebem o Festival no Nordeste. Além da programação regular, são organizadas várias atividades paralelas e gratuitas na cidade e arredores. Sessões gratuitas de filmes foram organizadas na Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), na Aliança Francesa de Recife e no Cineteatro Samuel Campelo de Jaboatão dos Guararapes.

Pela primeira vez, Recife acolheu este ano a Oficina Franco-Brasileira de Roteiros Audiovisuais de 13 a 17 deste mês na aceleradora Jump Brasil reservada a um público já selecionado. A iniciativa contou com o apoio do Instituto Francês do Brasil no Recife, da Aliança Francesa de Recife, do Portomídia/Porto Digital, do Centro Audiovisual Norte-Nordeste (Canne) e da Secretaria de Cultura do Estado de PE/Fundarpe.

Para abrir a conversa sobre o mesmo tema a um público mais amplo, a Aliança Francesa de Recife realizou uma palestra aberta com uma dos formadores da oficina. O evento “Profissão roteirista: roda de diálogos com Corinne Klomp” aconteceu no dia 16, às 19h30, na unidade do Derby da Aliança Francesa de Recife.

Programação

Mais informações
Assessoria de imprensa e comunicação do Consulado Geral da França em Recife

(81) 3117.3268
(81) 9 9998.6888

Teatro Joaquim Cardozo abre Edital de Ocupação para Montagens Teatrais


 
Grupos teatrais interessados em ocupar a pauta do Teatro Joaquim Cardozo puderam se inscrever no Edital de Ocupação para Montagens Teatrais – 2016. As propostas, que podiam solicitar até dois turnos de ensaios semanais de acordo com os dias e horários disponibilizados no edital, foram enviadas do dia 17 de maio até o dia 17 de junho.

O resultado da seleção será publicado a partir do dia 30 de junho, no site do Teatro Joaquim Cardozo e nas páginas da Pró-Reitoria de Extensão e Cultura da Universidade Federal de Pernambuco (PROExC/UFPE). 

Mais Informações
Teatro Joaquim Cardozo
Centro Cultural Benfica, Rua Benfica, nº 157, Madalena – Recife 
De segunda a sexta, das 8h às 12h e das 14h às 19h30

(81) 2126-7388

UFPE abre inscrições para curso de inglês gratuito

 
O NucLi da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), está ofertando vagas para cursos presenciais de inglês. Os NucLi (Núcleos de Línguas) são unidades instaladas em Instituições de Ensino Superior (IES) voltadas para o ensino de idiomas a servidores e alunos onde atua o Idiomas sem Fronteiras (IsF).

O Idiomas sem Fronteiras foi criado em agosto de 2013 por intermédio da Secretaria de Educação Superior (SESu) em conjunto com a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES). O programa foi desenvolvido pelo Ministério da Educação (MEC) e instituído pelo Governo Federal. O objetivo da iniciativa é incentivar o aprendizado de línguas e culturas estrangeiras, propiciando a inserção da comunidade acadêmica em ambiente internacional, para que cresça pessoal e profissionalmente.

Para se inscrever, é necessário fazer a prova do TOEFL ITP e estar vinculado a uma IES que possua um NucLi (neste caso, a UFPE) ou ser beneficiário do Programa Universidade para Todos (ProUni). Depois que o exame for realizado, o resultado será usado apenas para fins de nivelamento, portanto, não haverá aprovação ou reprovação. Tanto o TOEFL ITP quanto o curso são gratuitos para a comunidade acadêmica, e para fazer o cadastro em ambos, basta acessar o site do IsF.

Oferta 5/2016: inscrições abertas de 9 a 21 de junho. Início das aulas: 04 de julho.
Oferta 6/2016: inscrições abertas de 1 a 15 de agosto. Início das aulas: 29 de agosto.
Anexo I

Mais informações

isf.mec.gov.br
nucliufpe.blogspot.com.br
contato.nucli.ufpe@gmail.com

Pronide desenvolve ações educativas voltadas às pessoas com deficiência



O Projeto do Núcleo de Iniciação ao Desporto Especial (Pronide) é um programa que desenvolve, desde 1996, um conjunto de ações educativas, através de práticas lúdico-recreativas, desportivas e laborais que integram diversas formas de atendimento pessoal e social voltados às Pessoas com Necessidades Especiais e suas famílias, com a finalidade de promover sua inclusão social, e desta forma, estruturar sua identidade e cidadania.

O programa visa promover a melhoria na vida de pessoas deficientes. Sua proposta é beneficiar o público de baixa renda, de várias faixas etárias e tem capacidade para atender a 250 pessoas com deficiências física, visual, auditiva e mental.  

As ações do projeto também se estendem aos familiares e acompanhantes dos inscritos no projeto. As atividades promovidas pelo Pronide oferecem estímulos reabilitadores que os conduzem à integração das diferentes manifestações culturais, esportivas e sociais.

 
Mais informações
Coordenação Pronide

2126-8461
 


Cecine realiza oficinas científicas para alunos de escolas públicas e particulares


Oficina de biologia
 
Para muitos alunos do ensino fundamental II e médio, estudar e entender disciplinas da área de química, física, matemática, biologia e geociências pode ser um grande desafio. E às vezes, até a própria rotina escolar também não facilita o aprendizado de tais matérias, que exigem, além do embasamento teórico, certa medida de conhecimento prático.

Pensando nisso, a Coordenadoria de Ensino de Ciências do Nordeste (Cecine), unidade extensionista da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), criou o projeto Oficinas Científicas. A iniciativa busca auxiliar os alunos de escolas públicas e particulares a conciliarem seu aprendizado teórico com o prático, realizando oficinas que propõem atividades e experimentos científicos.

Até o final do ano, a Cecine oferece semanalmente oficinas separadas por área, que incluem jogos matemáticos, experiências com a química cotidiana, exercícios interativos de física básica, práticas laboratoriais de biologia e apresentações sobre minerais e rochas. Os laboratórios têm capacidade máxima de 45 pessoas, incluindo o professor da turma e o monitor da oficina. Os alunos receberão uma breve explicação teórica do assunto, e em seguida, participarão das atividades interativas.

Professores interessados em incluir suas turmas precisam agendar o dia e o horário das oficinas desejadas por e-mail ou telefone.

 

Oficina de química

Mais Informações
cecine@ufpe.br
(81) 2126-7030 / (81) 2126-8616.

Módulo II do curso introdutório sobre História das Artes é realizado no Centro Cultural Benfica


 
O curso introdutório sobre História das Artes, promovido pelo Departamento de Teoria da Arte e Expressão Artística, deu início ao módulo II no dia 25 de maio e segue até 13 de julho. Assim como o módulo I, que aconteceu no período de 16 de março até o início de maio deste ano, o programa terá a duração de sete semanas e a carga horária de 20 horas.

As inscrições para as 20 vagas do módulo II foram realizadas presencialmente no Departamento de Teoria da Arte e Expressão Artística, no Centro de Artes e Comunicação (CAC). Para participar é necessário ter concluído o Ensino Médio.

As aulas do curso, coordenado pela Prof. Dra. Maria Cláudia Alves Guimarães, são ministradas por diversos professores ligados ao departamento, e divididas em três eixos: Teatro, Dança e Artes Visuais. Os encontros semanais acontecem todas as quartas-feiras no Centro Cultural Benfica até o dia 13 de julho e o certificado será emitido para os participantes que estiverem presentes em 75% das aulas.

Mais informações
Centro Cultural Benfica 

(81) 3227-0657
Departamento de Teoria da Arte e Expressão Artística
(81) 2126-8309
ACONTECEU

Centro Acadêmico do Agreste promove festa junina
     

O Centro Acadêmico do Agreste (CAA) realizou sua festa junina no campus da UFPE, em Caruaru, no dia 19 de junho. Destinada a toda comunidade acadêmica, o “Arraiá do CAA” aconteceu no espaço do futuro Restaurante Universitário e foi todo decorado por voluntários do próprio centro.

A festança foi promovida pela Direção do Centro, pelos professores Manoel Guedes e Ana Paula Feitosa, capitaneada pelas Coordenações Administrativa (Lúcia Andrade) e de Extensão e Cultura do CAA (Prof. Luiz Sebastião), com o apoio da ProexC (Christina Nunes) e da Diretoria de Extensão da UFPE (Juliana  Souza Oliveira).

Os integrantes da festa se divertiram ao som de um tradicional trio de forró pé-de-serra, com a presença de declamadores de poesia e de cordel, quadrilha improvisada e barraca para foto. Os convidados também puderam saborear as comidas típicas do São João e apreciar os murais produzidos para os santos do mês de junho.

O evento contou ainda com a presença do vice-prefeito de Caruaru, o Sr. Jorge Gomes e demais autoridades locais. Foi um belo momento de confraternização pra reverenciar os festejos juninos que fazem parte, muito fortemente, da cultura da região nordeste nesta época do ano.

Projeto Flauta Doce em Pauta realiza último concerto do semestre

      

As atividades ligadas ao projeto “Flauta Doce em Pauta” são inteiramente gratuitas e acontecem uma vez por mês entre março e novembro.

Dirigido pela Profa. Daniele Cruz, o Consort de Flautas é um grupo do Departamento de Música da UFPE formado por alunos do Curso de Bacharelado em Instrumento que interpreta músicas dos séculos XIV ao XXI, através da família da flauta doce, levando ao público uma variedade de estilos e abordagens musicais.

Além do repertório antigo, com músicas Renascentistas e Barrocas, o Consort fez uma pequena demonstração do repertório contemporâneo dedicado ao conjunto de flautas doces (trio, quarteto e quinteto). 
Para este concerto, o grupo atuou junto ao Ensemble Vocal Cantamus – coro dirigido pelo maestro Gilson Celerino, levando ao público obras sacras de compositores como Bach e Schutz. 

Promovido pelo Departamento de Música da UFPE, com apoio da Pro-Reitoria de Extensão e Cultura (PROExC), o Flauta Doce em Pauta que propõe uma série de concertos por ano, tem como objetivo promover a flauta doce como instrumento de concerto, seja em formações camerísticas, grandes conjuntos ou como solista. Além disso, o projeto também proporciona um intercâmbio musical, através da participação de flautistas convidados. Este ano, em sua 2ª edição, além dos espaços da universidade a série contempla outros espaços do Recife, como o Museu da Cidade do Recife (Forte das Cinco Pontas) e a Igreja da Venerável Ordem Terceira de São Francisco.

Sob a regência do maestro Gilson Celerino, a banda de flautistas, em conjunto com os vocais e da participação especial de Jardel Souza (viola de gamba), tocaram composições de artistas mundialmente renomados. O repertório passou por obras de Heinrich Schütz e Johann Sebastian Bach, além da música “O Virgo Splendens” extraída do Livro Vermelho de Montserrat - manuscrito de 1399 que  contém uma série de canções medievais.    

Chegou ao fim a edição deste semestre do Flauta Doce em Pauta. O concerto aconteceu no Forte das Cinco Pontas, no dia 18 de junho e apresentou o recital do Consort de Flautas da UFPE e Ensemble Vocal Cantamus. Essa foi a terceira edição do projeto.


Mais informações:
Facebook
Daniele Cruz Barros (coordenação)

dcbarros@yahoo.com
Lucas Barbosa (produção)
lucaslbbarbosa@hotmail.com


Músicos participantes: Anderson Rodrigues, Daniele Cruz, Mirty Kótlhy, Priscila Gama, Roberto Gama, Fernanda Celi, Juliana Cumaru, Sarah Moura, Geni Kotz, Vanessa Santana, Alexandre Pimentel, Roberto Dutra, Fernando Almeida e Wanderson Freitas.  Participação especial de Jardel Souza.


Centro Cultural Benfica promove conversa com figurinista

 
O centro Cultural Benfica promoveu, no dia 17 de junho, às 16h30, uma conversa com a figurinista Raquel Theo sobre técnicas de desgaste e envelhecimento de figurinos para artes cênicas e cinema.

Além disso, estiveram em exposição alguns figurinos criados pelos alunos da Oficina Prática de Figurino - Envelhecimento e Vivência, também ministrada por Raquel.
Raquel Theo é formada em Moda e Figurino na Universidade Estácio de Sá e já trabalhou em produções da Rede Globo, como a minissérie "JK" e a novela "Bang Bang". O evento foi gratuito.

           

 

Projeto de extensão promove debate sobre feminismo, a luta das mulheres rurais, políticas públicas e trajetória de Vanete Almeida.


      
 

A pró-reitora de extensão e cultura, Christina Nunes, acompanhada pela diretora de extensão, Juliana Souza Oliveira, participaram da Mesa de abertura do evento As lutas das mulheres rurais e a trajetória de Vanete Almeida: história, memória e resistência, promovida pelo Departamento de Serviço Social da UFPE. As atividades foram realizadas no auditório Dênis Bernardes, no Centro de Ciências Sociais Aplicadas (CCSA), no dia 16 de junho.

O projeto de extensão da Biblioteca Digital Vanete Almeida das Mulheres Rurais, desenvolvido pelo Grupo de Estudos e Pesquisas sobre Poder, Cultura e Práticas Coletivas (Gepcol), objetiva contribuir com a preservação da memória das lutas sociais recuperando, organizando, catalogando e digitalizando o acervo pessoal de Vanete Almeida.

“Acho que o evento foi extremamente apropriado para o momento da atual conjuntura brasileira, em que estamos sofrendo com ameaças a iniciativas e políticas públicas. Nesse contexto, é muito importante preservar a memória do acervo de uma mulher resistente, que lutou pelo fim da desigualdade de gênero”, disse a pró-reitora de Christina Nunes.

Vanete Almeida mulher, negra, sertaneja e ativista das lutas contra as desigualdades de gênero, raça e classe deixou um significativo legado, no formato de documentos, disposto em uma biblioteca que organizou durante sua vida.  


Equipe da PROExC realiza Café Junino para avaliação do semestre e discussão de novos projetos

       

Os coordenadores de extensão setoriais, junto com toda equipe PROExC, reuniram-se para um café da manhã, onde foram analisados os percursos e perspectivas da Pró-Reitoria. O encontro aconteceu no dia 17 de junho, no auditório da Coordenadoria do Ensino de Ciências do Nordeste (CECINE).

Na ocasião, Cida Guilherme, Coordenadora do CECINE, aproveitou para informar os projetos programados para as férias de julho: “A gente vai ter um minicurso de introdução à astronomia, com o professor Marco Antônio Carlos Miranda, que vai ser aberto para a comunidade. Vai ter também um curso de citologia para o ENEM, além do CECINE clube, com sessões temáticas que fazemos todo fim de mês”. 

O café da manhã foi seguido de uma reunião, com a presença da Pró-Reitora, Christina Nunes, e da diretora de extensão, Juliana Souza de Oliveira.

           


 

Neta do fundador da UFPE doa documentos históricos para acervo 


 
Em meio aos preparativos para a comemoração dos seus 70 anos, a Universidade Federal de Pernambuco recebeu no dia 15 de junho a visita de Joaquina Amazonas, neta de Joaquim Ignácio de Almeida Amazonas, fundador da instituição. 

Acompanhada de sua sobrinha, a professora do Departamento de Odontologia Maria Luiza dos Anjos Pontual, Joaquina esteve no Memorial Denis Bernardes, localizado na Biblioteca Central, para doar documentos e objetos pertencentes ao educador. O diploma, datado de 1901, e o primeiro estatuto da universidade estão entre as preciosidades cedidas.

Joaquina contou que seu avô não hesitava em propiciar aos professores a troca de conhecimentos com outros países e que, por sua dedicação, foi homenageado com várias comendas pelo mundo, dentre elas a La Honor Française. Os objetos doados farão parte do acervo da Universidade, que pretende torná-los públicos em um memorial dedicado ao ex-reitor.

Estiveram presentes o Presidente da Comissão do Projeto de Comemoração dos 70 anos da UFPE, professor Silvio Romero Marques, a Pró-Reitora de Extensão e Cultura, Christina Nunes, o Diretor de Cultura da PROExC, Marcos Galindo, o Pró-Reitor da Procit, Décio Fonseca, o diretor da Biblioteca Central, Elilson Góis e o pesquisador do Laboratório de Tecnologia para o Conhecimento, Paulo Cysneiros, além de colaboradores da PROExC.

 


Joaquim Ignácio de Almeida Amazonas foi o fundador e o primeiro reitor da Universidade do Recife, hoje, Universidade Federal de Pernambuco. Nasceu no Recife, no dia 7 de abril de 1879, filho do advogado Antônio Amazonas de Almeida e de Maria de Brito Bastos Amazonas de Almeida. Grande parte da vida de Joaquim Amazonas esteve voltada para a educação superior e o curso de Direito. Sempre teve uma ligação muito forte com o campus universitário, pois passou os primeiros dias de vida no antigo casarão que pertenceu a Fernandes Vieira, próximo à Reitoria. Seguindo os passos de seu pai, formou-se em Ciências Jurídicas e Sociais pela Faculdade de Direito do Recife, no dia 7 de dezembro de 1901. Após oito anos, tornou-se professor catedrático da faculdade onde estudou. Durante o período de 1911 a 1938, trabalhou em grandes insituições nas áreas jurídica e educacional, como o Conselho Nacional de Educação, o Departamento Nacional de Ensino, a Ordem dos Advogados do Brasil e o Conselho de Justiça e Economia do Estado. Em 28 de outubro de 1939, foi nomeado diretor da Faculdade de Direito. Teve, por muitos anos, o sonho de fazer uma universidade pública, mas só conseguiu realizá-lo no dia 20 de junho de 1946, quando afastou-se do cargo de diretor da faculdade para tomar posse, no Rio de Janeiro, como reitor da recém-criada Universidade do Recife. Seu reitorado durou 12 anos, sendo reconduzido ao cargo quatro vezes. (Fonte: onordeste.com)
 

Projetos de extensão ganham destaque na imprensa


Foto: Organização do projeto
 
O ambiente universitário proporciona diversas atividades que podem auxiliar a população. Com o objetivo de participar ativamente na sociedade, sair da academia e chegar às pessoas, os projetos de extensão universitária são uma das ações que trazem resultados mais significativos. Dentre os projetos de extensão da UFPE, o Além das Grades é um dos que vêm ganhando cada vez mais destaque.

Criado em 2012, na Faculdade de Direito do Recife, o Além das Grades foi o resultado da união de estudantes com o objetivo de auxiliar os presos a conseguir acesso à justiça, além de promover o debate acadêmico em relação às reais condições do sistema de cárcere brasileiro. 

"A ideia do nome, inclusive, pretende mostrar que a Universidade precisa, antes de tudo, ir além de seus muros e grades, expandindo os conhecimentos além do academicismo", dizem os fundadores.

Recentemente, o portal de notícias LeiaJá, produziu duas reportagens especiais falando sobre esses temas. Confira as matérias sobre os projetos de extensão e sobre os beneficíos trazidos pelo Além das Grades.

Além das Grades realiza debate sobre "Maternidade e Cárcere"
na Faculdade de Direito do Recife



 
Criado em dezembro de 2012 na Faculdade de Direito do Recife, o projeto Além das Grades realizou mais um debate que, dessa vez, pretendeu fomentar discussões sobre o sistema carcerário. Com o tema “Maternidade e Cárcere”, o evento aconteceu no dia 15 de junho de 2016, às 18h30, no Auditório Tobias Barreto da Faculdade de Direito do Recife, e trouxe a proposta de discutir as desigualdades sofridas pelas mulheres, principalmente grávidas, dentro de um sistema planejado apenas para homens.

     

A mesa, formada por três mulheres, apresentou a rotina de vida das mães detentas que convivem com seus filhos recém-nascidos dentro das prisões até sofrerem uma brusca separação. A Lei de Prisão Domiciliar (Lei 13.257/16) que trata das políticas públicas para a primeira infância, período que abrange os primeiros 6 (seis) anos de vida da criança foi também um dos assuntos abordados.

      

PARTICIPANTES DA MESA:

Maria Madalena Costa - Mãe e ex-presa na Colônia Penal Feminina do Recife;
Mariana Navarro - Psicóloga e doula na Colônia Penal Feminina do Recife;
Natália Vilar - Graduada em direito pela UFPE, doutoranda da Università degli Studi di Firenze na área de Teoria e História dos Direitos Humanos, mediadora e diretora de pesquisa e consultoria no MEDIAH - Centro de Mediação.

Classe de Violino da UFPE promove recitais gratuitos


 
Por Ascom

A Classe de Violino do Departamento de Música da UFPE realizou, nos dias 3 e 10 de junho, duas apresentações que ocorreram no Auditório Evaldo Coutinho, do Centro de Artes e Comunicação.

A primeira exibição contou com os alunos Rebeca Iva, Jade Martins e Cleydson Lima, que apresentaram obras de Dvorak, Kreisler, Massenet, Villa-Lobos, Beethoven, Veracini, Monti, entre outros, acompanhados por Fernando Müller e Luis Felipe Oliveira. Rebeca e Jade são alunas do 5º semestre do curso de Bacharelado e Cleydson é aluno do 5º semestre do curso de Licenciatura.

No dia 10 todos os alunos da Classe de Violino apresentaram-se com as peças trabalhadas ao longo do semestre sob orientação da professora Paula Bujes.

Saber Envelhecer Bem encerra atividades do semestre
com passeio ao Viver Hotel Fazenda



 
O Projeto Saber Envelhecer Bem encerrou, no dia 8 de junho, suas atividades do primeiro semestre de 2016 com um passeio ao Viver Hotel Fazenda no município de Moreno.
O grupo formado por 55 idosas com idade entre 60 e 94 anos participou de dinâmicas e assistiu a filmes sobre os temas abordados durante o semestre como relacionamento, consciência para uma vida saudável e mudanças de comportamento necessárias para um novo estilo de vida mais saudável.
A proposta do projeto é promover atividades diversas que façam com que os idosos reflitam sobre a arte de envelhecer bem, incentivando-os a praticar o autoconhecimento e a levantarem questionamentos construtivos sobre a sua realidade, despertando, assim, uma profunda consciência de si, que os levará a uma maior plenitude, saúde, alegria e qualidade de vida.

 
 

Documentário premiado sobre o meio ambiente é exibido em vídeo-debate na Cecine


 
No dia 07 de junho, a Coordenadoria de Ciências do Nordeste realizou um vídeo-debate, em que foi exibido o documentário “O Veneno está na Mesa II”, de Silvio Tendler. O evento fez parte da terceira edição das Semanas Temáticas da Cecine.

Eleito como o melhor longa-metragem do Festival Internacional de Cinema e Vídeo Ambiental (FICA) de 2015, o Veneno está na Mesa II propõe a questão da agroecologia como um modelo para o campo brasileiro, através de várias perspectivas, dentre as quais, a do meio ambiente, a da economia e a da saúde. 

Logo após a exibição, Idê Dantas Gurgel do Centro de Pesquisas Aggeu Magalhães (CpqAM/Fiocruz/PE) e Ana Santos do Centro de Desenvolvimento Agroecológico Sabiá realizaram um debate aberto, convidando a todos para discutir sobre a temática dos agrotóxicos, amplamente abordada no filme. A mediação ficou por conta de Maria Paula Gusmão, que representa a Campanha Permanente Contra os Agrotóxicos e pela Vida.


Mais informações
Cecine
Av. Prof. Moraes Rego, 1235 - Cidade Universitária, Recife
(81) 2126.7030

cecine.ufpe@gmail.com

Proexc divulga resultado definitivo PIBEX - TEMÁTICO 2016


 
A Pró-Reitoria de Extensão e Cultura publicou o resultado dos projetos aprovados para o Edital PROExC 06/2016 PIBEX - TEMÁTICO, dedicado à propostas de projetos de extensão, pesquisa-ação e/ou inovação, voltados à problematização e ao enfrentamento de graves expressões da realidade social e à compreensão e à possibilidade de contribuir para a formação teórico-prática e cidadã dos estudantes de graduação.
O resultado está dividido em duas partes: projetos aprovados e classificados com recursos e/ou com bolsas, e projetos aprovados, mas não classificados.

Mais Informações
Proext UFPE / Coordenação de Gestão da Extensão
(81) 2126.8134 / 2126.8609 / 2126.8633
proext.programaseprojetos@ufpe.br

sigproj.proext@ufpe.br

Projeto de extensão aprovado pelo Pibex temático 2016 foca na proteção aos Direitos Humanos 


 
Por Ascom com adaptação
 
O projeto de extensão Acesso ao Sistema Interamericano de Proteção aos Direitos Humanos foi aprovado pela Pró-Reitoria de Extensão e Cultura (Proexc) da UFPE, dentro do Programa Institucional de Bolsas de Extensão (Pibex) Temático 2016, e está sediado na Faculdade de Direito do Recife (FDR), sob a coordenação da professora Flavianne Fernanda Bitencourt Nóbrega, contando com a experiência acumulada de quatro edições anteriores na UFPB. O projeto objetiva democratizar o acesso efetivo à justiça e aos mecanismos internacionais de proteção aos direitos humanos, através de estratégias de fortalecimento do sistema interamericano no direito nacional.

As atividades estão apoiadas em dois pilares: educação para os direitos humanos – trabalho de formação de capital humano e de capacitação no sistema interamericano; e assistência jurídica em matéria internacional – assessoria em casos estratégicos, envolvendo indivíduos em situação de vulnerabilidade. Essa realizada por meio de parceria com o Ministério Público Federal (MPU), para a sensibilização do sistema de justiça local, a partir da aplicação dos precedentes vinculantes e persuasivos do Sistema Interamericano de Proteção aos Direitos Humanos, além Gabinete de Assessoria Jurídica às Organizações Populares (GAJOP) e da Defensoria Pública da União (DPU).

A edição de 2016 do projeto de extensão irá priorizar o trabalho interdisciplinar, com a colaboração de professores de História, Antropologia, Arqueologia e Ciência Política da UFPE, para dar suporte ao estudo das violações enfrentadas pelos povos e comunidades tradicionais, com ênfase no povo indígena Xukuru do Orurubá no Estado de Pernambuco, primeiro caso brasileiro indígena submetido à jurisdição da Corte Interamericana de Direitos Humanos.

Neste mês, o projeto lançou edital para seleção de bolsistas ou voluntários. Foram ofertadas 20 vagas, sendo duas para bolsistas e 18 para voluntários.



Mais informações
Professora Flavianne Fernanda Bitencourt Nóbrega

flavianne@gmail.com

Ciranda define diretrizes do XIII FREPOP


Ciranda realizada no Hall do Centro de Educação
Foto: Ascom


 
A Ciranda FREPOP, que este ano homenageou o professor João Francisco de Souza, aconteceu nos dias 08 e 09 de junho, no Niate CFCH/CCSA e CE. O propósito do evento era a decisão das diretrizes do XIII Fórum de Educação Popular, que acontece em Recife nos dias 19 a 23 de julho.

Na manhã da quarta-feira (08 de junho), primeiro dia do encontro, os participantes se reuniram no Niate e caminharam em grupo até o hall do Centro de Educação, onde foi realizada uma ciranda para simbolizar o evento: a socialização, o debate a as atividades culturais voltadas para a educação e mobilização popular. Além de ser voltada para decisão dos objetivos e diretrizes do Fórum, a ação abriu espaço para o debate dos temas que, ideologicamente, pautam o projeto.

Miriam Maia e Flávia Campos da PROExC participaram do evento com representantes da Catédra José Marti da UFPE, da Coordenação Setorial de Extensão do CE-UFPE, da Fundação Joaquim Nabuco, do Museu do Homem do Nordeste, do Movimento de Adolescentes e Crianças (MAC), do Serviço de Educação e Tecnologia e do Comitê Territorial de Educação Integral de Pernambuco. O encontro contou ainda com a presença de Karla Fornari de Souza, filha do homenageado e representante do Núcleo de Ensino, Pesquisa e Extensão em Educação Popular e Educação de jovens e Adultos (NUPEP).

Na quinta-feira, o grupo discutiu as diretrizes do Fórum e encaminhamentos. A programação da comissão se estendeu por toda a manhã e, na reunião, foram tomadas decisões com relação à divulgação, segurança, material necessário, recepção dos participantes, acomodação e logística de mobilidade.

 
 
Discussão das diretrizes do Fórum
Fotos: Alice Mota

Mais informações
FREPOP - Fórum de Educação Popular
Presidente da ONG FREPOP – Yuri Cunha

cunhayr@gmail.com
(14) 98212-5729
(14) 98816-9725

Cecine realiza debate sobre doenças relacionadas à água


 
As semanas temáticas, promovidas pela Coordenadoria do Ensino de Ciências no Nordeste, chegaram à sua terceira edição na última semana de maio. Com o tema "Meio Ambiente", foram realizadas mesas-redondas que abordaram a questão da saúde ambiental de forma dinâmica entre o público e debatedores.

Diante do momento do país com a questão das arboviroses e do Aedes aegypti, além do período de chuvas no Recife, o tema escolhido para o debate foi "Doenças relacionadas à água: um problema de saúde pública". A mesa-redonda aconteceu no dia 31 de maio, no auditório da Cecine, com a participação dos debatedores Silvana Calado (Departamento de Engernharia Química/UFPE), Danilo Carvalho (Colégio de Aplicação/UFPE) e Marilia Regina Castro Lyra (IFPE).
 
Mais informações:
Cecine
(81) 2126.7030
cecine.ufpe@gmail.com

Nase monta ponto de leitura e realiza arrecadação de livros


 
Por Ascom

O Núcleo de Atenção à Saúde do Estudante (Nase) e a Pró-Reitoria para Assuntos Estudantis (Proaes) da UFPE receberam doações de livros de literatura, artes, crônicas, poesias, romances e gibis para o ponto de leitura do Nase. As doações foram feitas nas secretarias dos órgãos até o dia 31 de maio.

“O ponto de leitura faz parte da nossa política de humanização do atendimento e também de humanização do espaço”, explicou o coordenador do núcleo, professor Bruno Severo. Segundo ele, o ponto de leitura vinculado ao Programa Mais do Hospital das Clínicas de Pernambuco (HC) teve um grande impacto positivo entre os pacientes, o que originou a ideia de levar a iniciativa também para o Nase.

O professor Bruno Severo disse ainda que, dependendo da quantidade de livros doados, seria possível dividir com as casas do estudante feminina e mista da Universidade, onde os livros ficariam disponíveis nas salas de estudos. A ideia era que o ponto de leitura do Nase já estivesse funcionando em junho.

Mais informações
Nase
(81) 2126.8486

nase.proaes@gmail.com

Circuito promove visitas a museus do Recife


 
Por Ascom com adaptação

O Dia Internacional dos Museus é comemorado no dia 18 de maio. Para celebrar a data, o Observatório de Museus e Patrimônio Cultural (Observamus), do Programa de Pós-Graduação em Antropologia da UFPE, e o Fórum de Museus de Pernambuco realizou o Circuito de Museus 2016 no dia 22, quando foram realizadas visitas a museus do Recife. O transporte do público, foi feito com saídas dos Shoppings Tacaruna e Riomar, e a entrada nos museus são gratuitos.
A atividade contou com quatro circuitos diferentes: Circuito I (Murillo La Greca, Museu do Homem do Nordeste, Casa Museu da Magdalena e Gilberto Freyre e Oficina Francisco Brennand), Circuito II (Museu do Estado de Pernambuco, Museu da Abolição e Instituto Ricardo Brennand), Circuito III (Paço do Frevo, Museu da Cidade do Recife e Galeria Janete Costa) e Circuito IV (Mamam, Sinagoga, Caixa Cultural e Cais do Sertão).

Mais informações
Circuito de Museus 2016
(81) 2121.0354

circuitodemuseusrecife2016@gmail.com

Seminários de Direitos Humanos – Extinção da Polícia Militar?


 
Abordando o tema “Seminários de Direitos Humanos – Extinção da Polícia Militar?” foi realizado um seminário, no dia 19 de maio de 2016, às 19h, no Auditório do Centro de Educação da UFPE. No dia 20 de maio, às 10h, uma audiência pública foi realizada na Assembleia Legislativa de Pernambuco.

Exposição Fotográfica: Paisagens Geoculturais acontece no Museu de Minerais e Rochas do CTG


 
Integrando a programação da 14ª Semana Nacional de Museus, iniciativa organizada pelo Instituto Brasileiro de Museus (Ibram), o Centro de Tecnologia e Geociências (CTG) da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) trouxe a Exposição Fotográfica: Paisagens Geoculturais que ocorreu no período de 16 a 20 de maio no CTG.

A produção ficou por conta do Museu de Minerais e Rochas (MMR), do Departamento de Geologia, que tem por objetivo valorizar e homenagear a cultura das geociências. O Ibram define o evento como “um convite para que o território seja compreendido ou ressignificado como espaço cultural vital das comunidades”.

As fotos expostas estarão concorrendo ao I Concurso Cultural de Fotografias, que também terá “Paisagens Geoculturais” como tema. O público irá votar nas fotografias de maior destaque, e, após a votação, os autores das três melhores serão premiados.

Na equipe realizadora, estão a geóloga, diretora do MMR e professora da UFPE, Sandra Barreto, e o museólogo e assistente em administração da UFPE, Adriano Oliveira.

 

Grupo de Trabalho participou de roda de conversa no Centro de Educação


 
A convite da coordenação do curso de pedagogia, o Grupo de Trabalho, gerido pela PROExC, participou da roda de conversa "Como curricularizar as práticas de extensão?", que aconteceu no dia 17 de maio, no Centro de Educação (CE).  

As discussões e os resultados das reflexões foram sistematizados e apresentados como subsídios ao documento discutido no 3º Fórum das Licenciaturas, que ocorreu no dia 15 de junho, também no auditório do CE.

Na ocasião, a coordenadora do Fórum recebeu um ofício conjunto da PROExC e da PROACAD que apresentava diretrizes para nortear as mudanças dos Projetos Políticos Pedagógicos (PPP) visando à implantação da Meta 12 do Plano Nacional de Educação (PNE).

Divulgado resultado de recursos interpostos ao Edital Povos Originários do Brasil


 
A Comissão Técnica de Avaliação do Edital Povos Originários do Brasil divulgou no dia 17 de maio, o resultado final dos projetos aprovados após a análise dos recursos interpostos. A lista inclui tanto projetos selecionados, como não selecionados.

O edital recebeu 147 inscrições de projetos de todo o país. Na primeira fase de seleção foram habilitadas 101 propostas, das quais, foram aprovadas 04 da região Norte, 08 do Nordeste, 02 do Sul, 03 do Sudeste e 04 do Centro-Oeste (totalizando 21 projetos).

As propostas aprovadas e selecionadas devem aguardar contato para assinatura do Termo de Outorga e início da execução dos projetos. Já as que foram aprovadas, mas não selecionadas, irão ficar em lista de espera, para o caso de desistências, inadimplência de proponentes com a Administração Pública Federal ou posterior ampliação de recursos para o projeto.
Confira aqui o resultado final.

Candidatos interessados em acessar os pareceres dos avaliadores deverão fazer a solicitação através do e-mail 
povosoriginariosdobrasil@ufpe.br.

Cecine vai às escolas do Recife


 
Preocupada em cumprir a sua responsabilidade social de interagir com o universo extra-universitário, a Coordenadoria do Ensino de Ciências do Nordeste (Cecine) propõe às escolas estaduais e municipais da região um diálogo com a universidade.

A ideia é levar professores da universidade e do instituto federal para dinamizar as salas de aula e o aprendizado dos alunos. A programação do mês de maio foi nas escolas Fontainha de Abreu, em Sítio das Palmeiras, e EREM Conde Pereira Carneiro, em São Lourenço da Mata.

No dia 18 de maio, a bióloga do Centro de Biociências e professora da rede estadual, Sandra Mota, esteve na Escola Fontainha de Abreu com a oficina "Você é o que você come". A última oficina do mês aconteceu no dia 31 de maio: "Química orgânica aplicada: perfumaria no cotidiano", com a participação do professor Francisco Sávio, do Instituto Federal de Pernambuco (IFPE), na Escola EREM.

Mais Informações
Coordenação de Ensino Médio 

cem.cap@ufpe.br

"Diálogos Brasil-África" é realizado na UFPE


 
Em homenagem ao dia internacional da África, o Instituto de Estudos da África da UFPE promoveu, entre os dias 23 e 25 de maio, rodas de diálogos, mesas-redondas, exibições de vídeos e debates acerca das questões sociais e culturais no continente africano.

A programação contou com a participação de professores de diversas instituições, dentre eles, o Prof. Valdemir Zamparoni, da UFBA (Bahia), e o Prof. Christoph Khot, do Instituto Max Planck de Antropologia Social (Alemanha). A programação do primeiro dia do evento foi realizada no auditório do Centro de Educação da UFPE, enquanto as atividades dos dois dias seguintes ocorreram na Biblioteca Central da Universidade. O evento era aberto ao público e a entrada franca. 

Mais informações
Instituto de Estudos da África da UFPE
Coordenação: Marco Mondaini (PPGSS/UFPE)

              

                   

Zerando a Dengue no Centro de Ciências da Saúde
 
O Zerando a Dengue realizou no dia 15 de junho a primeira etapa de mais uma de suas ações no prédio do Centro de Ciências da Saúde. Nesse primeiro momento houve a colocação de armadilhas de sentinela e armadilhas de controle. Participaram da ação a professora Mônica Camelo e seus alunos do PET-Parasitologia. A equipe deverá voltar para fazer a segunda etapa da ação que se trata da aspiração dos mosquitos adultos.
 
CAV inicia o projeto Educação e Arte:
Saúde a Toda Parte com o espetáculo “Deu a Zica!”

      
 
 
Com informações da divulgação

O grupo teatral Burrinha da Saudade, formado por estudantes de cursos de saúde do Centro Acadêmico de Vitória (CAV/UFPE) realizou o espetáculo “Deu a Zica!”. A ação faz parte do projeto Educação e Arte: Saúde a Toda Parte, que busca trazer para a comunidade um debate dinâmico e interativo sobre a questão do Aedes aegypti. O roteiro da peça foi escrito por Pablo Dantas e a direção é de Pedro Cardoso.

Na primeira etapa do projeto, os alunos visitaram os bairros de Mário Bezerra e o distrito Pirituba, que ficam próximos ao CAV. Segundo o coordenador do projeto, Prof. René Duarte, o diálogo constante com a população sobre esta temática é necessário para exercitar o sentimento de cidadania e pertencimento ao município, diante dos processos dinâmicos que envolvem aspectos sociais, educacionais, políticos e de saúde. “É dever da universidade discutir a cidade e estabelecer espaços para filtrar as demandas sociais”, afirma o docente.

O Educação e Arte conta com o apoio da Pró-Reitoria de Extensão e Cultura (PROExC), do Coletivo Feminista do CAV, do Coletivo Art’Cura, do grupo de teatro Burrinha da Saudade e do Coletivo Galileia, além do incentivo de negócios locais.

 
       Participe do Notícias da PROExC

Tem sugestões de notícias sobre a Pró-Reitoria de Extensão e Cultura e quer compartilhar? Entre em contato através do e-mail proext.bureaudesign@ufpe.br.

 

11/06 - Juliana
21/06 - Penélope (CCB)
28/06 - Maíra
                      

 

Facebook
Email
Twitter
Coordenação: Simone Germano
Colaboração: Alice Mota, Camila Martinelli, Clarissa Santos,
Guilherme Carvalho, Luiz Eduardo Oliveira, Maíra Sthefane,
Milena Fernandes e Natalia Abdon






This email was sent to <<Email Address>>
why did I get this?    unsubscribe from this list    update subscription preferences
PROExC UFPE · Av. Prof. Moraes Rego, 1235 - Cidade Universit�ria · Recife, IA 50670-901 · Brazil

Email Marketing Powered by MailChimp