Copy
Outubro 2016
Embora reconheçamos a importância de prestar atenção ao que as pessoas falam, de um modo geral, somos maus ouvintes. Em algumas ocasiões, perdemos a paciência, interrompemos o interlocutor e o atropelamos com julgamentos prematuros. Em outras, deixamos de prestar atenção e passamos a pensar nos contra argumentos que apresentaremos ao final de sua demorada arenga.

Ouvir é a mais crítica das habilidades de comunicação. Em mais de 50% de nosso tempo na escola, no trabalho e em atividades sociais nós estamos na situação de ouvintes. Nós humanos ouvimos antes de falar, falamos antes de ler e lemos antes de escrever. Somos quase todos ensinados a escrever e ler, alguns como falar bem, mas poucos como se tornarem bons ouvintes. Esta é a mais negligenciada das habilidades de comunicação. 

A chave para nos tornarmos bons ouvintes é assumir um comportamento ativo, saindo da passividade. Uma pessoa com bons hábitos de ouvinte se concentra no orador, interpreta suas palavras, avalia seus significados e responde efetivamente.


Por Jairo Siqueira - Consultor em gestão estratégica, gestão e melhoria da qualidade e inovação de processos empresariais. 

 
ACONTECE

Submissões de trabalhos para o III Congresso Internacional Multiprofissional em Saúde vão até o dia 30 de outubro


 
Nos dias 2 a 4 de dezembro, acontece na Associação Comercial de Pernambuco o III Congresso Internacional Multiprofissional em Saúde, que engloba o III Congresso em Práticas para Educação em Saúde e o III Mostra Científico-Cultural. As submissões de trabalhos acontecem até o dia 30 de outubro.

Nesta edição, o evento apresentará como tema as Estratégias para o Enfrentamento das Doenças Negligenciadas e Tropicais, através de discussões Multiprofissionais, objetivando a melhoria da qualidade de vida da população.

O Congresso é um evento internacional que contemplará palestras, minicursos, mesas redondas e debates contextualizados, e é voltado para profissionais da área de Saúde (Ciências Biológicas; Nutrição, Medicina, Farmácia, Biomedicina, Odontologia, Terapia Ocupacional, Fonoaudiologia, Psicologia, Educação Física, Medicina Veterinária) e de Educação.

A programação do evento pode ser encontrada no site do CIMS.


Mais informações
3224-9077
9674-9635 
 
 
 

Segundo compartilhamento público do curso "Vozes que saem pelos poros" acontece no dia 27 de outubro 
   

Os alunos do curso de dramaturgia “Vozes que saem pelos poros” realizam, no próximo dai 27 de outubro um compartilhamento público do resultado das atividades que vêm desenvolvendo nas aulas.

O evento vai acontecer no Ateliê 2 do Centro Cultural Benfica, às 18h, com entrada gratuita.

O “Vozes que saem pelos poros” é ministrado por Luiz Felipe Botelho, resultado de uma parceria entre a Fundação Joaquim Nabuco e a Universidade Federal de Pernambuco.


Mais informações: 
Página do Evento no Facebook
 

UFPE recebe II Encontro de Educação Musical e Inclusão
   


A Universidade Federal de Pernambuco sediará o “II Encontro de Educação Musical e Inclusão”. O evento acontece entre os dias 21 a 25 de novembro, no Centro de Artes e Comunicação. Sob o tema “A educação musical inclusiva e os desafios contemporâneos”, o encontro promoverá palestras, minicursos, oficinas, mesas redondas, apresentações musicais, entre outras atividades.

O "II Encontro de Educação Musical e Inclusão" é uma realização do programa de extensão Laboratório de Educação Musical Especial e Inclusiva (LEMEI), em desenvolvimento no Departamento de Música da UFPE. O LEMEI surgiu da evidente necessidade de ações por parte das instituições de ensino visando o aprofundamento de estudos e pesquisas que objetivem a criação de meios facilitadores para a promoção da inclusão. 

Entre os patrocinadores do evento, estão: Associação de Musicoterapia do Nordeste (AMTNE) com o Núcleo de Acessibilidade (NACE), o Centro de Estudos Inclusivos (CEI), o SESC – PE, a Diretoria LGBT e a Biblioteca Joaquim Cardozo (CAC).

A página do evento no Facebook pode ser encontrada pode ser encontrada
AQUI  

Mais Informações

2126-8318
 

Música na FDR realiza próximo concerto no dia 25 de outubro 

   
 
A série de concertos “Música na Faculdade de Direito do Recife” tem sua segunda apresentação no dia 25 de outubro. O evento acontece na FDR com a apresentação do Diálogo Sonoro - Recital com Instrumentos Históricos. O projeto consiste numa série de apresentações musicais que serão realizadas por grupos do Departamento de Música, no Salão Nobre do CCJ. A proposta abre mais um espaço cultural na cidade e na UFPE, aproximando a sociedade da produção artístico-cultural-musical da Universidade. O coordenador da série “Música na FDR” é o professor de regência do Departamento de Música Wendell Kettle.

Diálogo Sonoro - Recital com Instrumentos Históricos - O projeto Diálogo Sonoro vem trabalhando em prol da divulgação de obras compostas para instrumentos históricos dos diversos períodos da história da música - do antigo ao contemporâneo. Neste concerto, serão apresentadas obras de Hans-Martin Linde (1930), Charles Dieupart (1667-1740), Joseph Haydn (1732-1809) e Johan Sebastian Bach (1685-1750) para os instrumentos: flauta doce, cravo e viola da gamba. Um repertório que vai do barroco, passa pelo classicismo, chegando até o contemporâneo, mostrando que os instrumentos históricos dialogam com a atualidade e o estilo do século XXI

Mais informações: clique
AQUI.
 

UFPE participa da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia 2016
   

A Universidade Federal de Pernambuco será uma das sedes da Semana Nacional de Tecnologia, evento organizado pelo Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) entre os dias 17 e 23 de outubro. A semana tem o objetivo de aproximar a ciência e tecnologia da população, promovendo eventos que congregam centenas de instituições a fim de realizarem atividades de divulgação científica em todo o País.

Em Pernambuco, a coordenação vai ser do Espaço Ciência. Na UFPE, as atividades vão acontecer nos prédios do CFCH, CE e Cecine. O tema desta edição é: “Ciência Alimentando o Brasil". A motivação para a escolha baseia-se na decisão da Assembleia Geral das Nações Unidas, que proclamou 2016 como o Ano Internacional das Leguminosas (AIL).

A ideia da Semana, que acontece anualmente desde 2004, é criar uma linguagem acessível à população, por meios inovadores que estimulem a curiosidade e motivem a população a discutir as implicações sociais da Ciência, além de aprofundarem seus conhecimentos sobre o tema. Os interessados em participar do evento podem encontrar informações no site da SNCT, nele você pode identificar o coordenador regional em seu estado e solicitar o material de divulgação da SNCT para sua região ou instituição.

Para manter-se informados, os participantes podem acessar a página do evento no Facebook.

Mais Informações
Cecine

2126-7030
 

Divulgada a programação das atividades da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia do polo Cecine


 
Foi divulgada a programação das atividades da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia que vão acontecer no polo Cecine, entre 18 e 20 de outubro, no campus da UFPE em Recife. A semana é um evento organizado pelo Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) e tem o objetivo de aproximar a ciência e tecnologia da população, promovendo eventos que congregam centenas de instituições a fim de realizarem atividades de divulgação científica em todo o País.

A ideia da ação, que acontece anualmente desde 2004, é criar uma linguagem acessível à população, por meios inovadores que estimulem a curiosidade e motivem a população a discutir as implicações sociais da Ciência, além de aprofundarem seus conhecimentos sobre o tema. Os interessados em participar do evento podem encontrar informações no site da SNCT, nele você pode identificar o coordenador regional em seu estado e solicitar o material de divulgação da SNCT para sua região ou instituição.

Em Pernambuco, a coordenação vai ser do Espaço Ciência. O tema da edição deste ano é “Ciência Alimentando o Brasil". A motivação para a escolha baseia-se na decisão da Assembleia Geral das Nações Unidas, que proclamou 2016 como o Ano Internacional das Leguminosas (AIL).


Mais Informações
Cecine

2126-7030

IAC recebe os tons vivos de Sebastião Pedrosa e Graham Snow
   

Por Talles Colatino

Artistas unem Brasil e Inglaterra em diálogos estéticos e fraternos na exposição que encerra calendário de 2016 do Insituto

Entre o Brasil e a Inglaterra, mares, amizades e poéticas separam e unem os artistas visuais Sebastião Pedrosa e Graham Snow. Eles se unem para criar uma espécie de ilha particular, local de terra firme e propício à comunhão, no Instituto de Arte Contemporânea (IAC), da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), onde apresentarão a exposição conjunta “Cruzando Mares: a poética visual de Sebastião Pedrosa e Graham Show”. A mostra entra em cartaz na próxima quarta-feira, dia 19 de outubro, e segue até janeiro de 2017.

A exposição faz parte do calendário dos 70 anos da UFPE e, nesta ocasião, presta uma homenagem a Sebastião Pedrosa, professor aposentado do Departamento de Teoria da Arte e Expressão Artística da instituição. A exposição apresentará produções inéditas dos dois artistas, refletidas em pinturas, esculturas e objetos que revelam como os artistas dialogam entre si através das suas visões particulares sobre a geometria que dão formas às suas peças e as cores vivas que as preenchem.

Sobre a série “Fractal”, de Sebastião Pedrosa, a coordenadora do IAC, Ana Lisboa, analisa “o esmero técnico e a incorporação do imaginário lírico, uma composição de geometria triangular de cores vibrantes, em que as partes se ordenam entre si e estas com o todo, ao mesmo tempo em que nos remetem aos fractais, labirintos, pirâmides e pedras, explorando uma arqueologia subjetiva recheada de memórias individuais”.

Snow, que apresentará obras escolhidas por Pedrosa da série “Construção”, “desenvolve sua poética a partir de uma geometria enriquecida com colagens, cores fortes, carregada de subjetividade, refletindo o seu imaginário próprio através de uma manufatura de precisão, adquirida com a melhoria contínua da experiência advinda de suas realizações. Os trabalhos de Graham são impactantes e alegres, com relevos que capturam o jogo de luz e que,vistos de ângulos diversos, recriam novas formas”, à visão de Ana Lisboa.


ATIVIDADES

A exposição também se desdobrará numa oficina de pintura ministrada por Sebastião Pedrosa, que acontecerá nos dias 11 e 12 de novembro, das 9h às 17h. Os interessados terão do dia 20 de outubro a 5 de novembro para se inscreverem através do e-mail ufpe.iac@gmail.com. O curso, gratuito, terá 20 vagas. E no dia 17 de novembro, às 19h, Pedrosa receberá o público para um bate papo sobre a exposição e sua carreira.

Mais informações
Centro Cultural Benfica

2126-7387
 
 

Projeto Flauta Doce realiza I Encontro de Conjuntos de Flauta Doce
 
 
O Flauta Doce em Pauta apresenta o I Encontro de Conjuntos de Flauta Doce. O evento acontece na próxima sexta-feira (21/10), no auditório Evaldo Coutinho, no Centro de Artes e Comunicação, às 13h30.
Confirme sua presença no evento: http://bit.ly/2eaTe9V
 
Mais informações

Flauta em Pauta

Departamento de Música da UFPE

2126-8318
Daniele Cruz Barros (coordenação)
8858.1564
dcbarros@yahoo.com
Lucas Barbosa (produção)
8583.9527
lucaslbbarbosa@hotmail.com
 

IX Colóquio Internacional Paulo Freire acontece entre 10 e 12 de novembro
 
O XI Colóquio Internacional Paulo Freire será realizado entre 10 e 12 de novembro, com atividades sediadas no Centro de Educação (CE) da UFPE e na Faculdade Frassinetti do Recife (FAFIRE), no bairro da Boa Vista.

O evento, que é promovido pelo Centro Paulo Freire da UFPE, tem o objetivo de fomentar o diálogo da educação permanente, socializar experiências sócio-educativo-culturais e aprofundar a contribuição de Paulo Freire para a construção de um mundo solidário, tudo através do ponto de vista freireano.

A abertura do colóquio, no dia 11 de novembro, vai acontecer na FAFIRE, e os dois dias seguintes, no CE. A programação conta com convidados nacionais e internacionais, como a professora Luiza Cortezão (Portugal), Joaquim Luís Alcoforado (Portugal) e Rebecca Senn Tarlau (Inglaterra).
 

Centro de Educação vai sediar a II Feira de Pretos Negócios
 

 
O Cetro de Educação (CE) da UFPE vai sediar a II Feira de Pretos Negócios, curso fruto de uma parceria entre UFPE e SEBRAE para incentivar alunos cotistas empreendedores a desenvolverem seus pequenos negócios. O curso acontece durante a Semana da Consciência Negra, entre 14 e 18 de novembro.

A Feira é uma ação do projeto de extensão “Estudantes cotistas, suas famílias e a luta contra a pobreza no século XXI”, do Grupo de Estudos e Pesquisas em Autobiografias, Racismo e Antirracismos na Educação (GEPAR).
 
Mais Informações:
silinhaead@gmail.com
 

PROExC entrevista o professor e Diretor de Cultura Luís Reis sobre o II ENExC
 

 
Para aliviar um pouco a ansiedade de quem está contando os dias para o início do II Encontro de Extensão e Cultura (ENExC), que neste ano tem como tema "Tempos Transversos, Saberes Diversos", a equipe de comunicação da PROExC conversou com Luís Reis, professor do Departamento de Teoria da Arte e recém-empossado Diretor de Cultura. Confira a entrevista abaixo:  

Comunicação PROExC: Quais as suas expectativas para o II ENExC?

Luís Reis: O Enexc é o grande momento anual da extensão e da cultura/arte na UFPE. É uma oportunidade de encontro para todos os que vivem a experiência universitária, passando em revista as conquistas e os desafios experimentados no âmbito da extensão. Neste ano, além das apresentações referentes aos projetos e aos programas extensionistas, haverá uma novidade: o Fórum Universidade-Diversidade, em quatro sessões temáticas, abrindo espaço para a discussão de questões candentes na atualidade: religião e fé, gênero e orientação sexual, política e ideologia, etnia e raça. Esses debates, suscitados por breves intervenções artísticas, serão mediados, respectivamente, pelos seguintes professores da UFPE: Maria Eduarda Rocha, Luciana Vieira, Adriano Oliveira e Renato Athias. É a universidade se reconhecendo como espaço privilegiado para a valorização da diversidade humana.

C. P.: Qual a importância desse evento?

L. R.: Além de oferecer um panorama do que houve de mais expressivo em termos de extensão a cada ano letivo, o Enexc, como evento-culminância, tem a missão de divulgar a importância da extensão e da cultura/arte para a vivência plena da experiência universitária. Agora mais do que nunca, pois em breve a extensão passará a integrar os currículos de todas as graduações, não mais como atividades complementares, mas como componente obrigatório, totalizando pelo menos 10% da carga horária total de cada programa.

C. P.: Na sua opinião, qual o papel da extensão e da cultura na universidade? 

L. R.: Extensão e cultura/arte andam juntas, pois tratam de reconhecer que a universidade é parte da sociedade – e não uma ilha separada, pouco habitada (desumanizada), onde supostamente circulariam conhecimentos impermeáveis às demandas da vida real. Sem extensão e sem cultura/arte, uma universidade se empobrece e corre o risco de se tornar irrelevante, pois é no diálogo com a vida pulsante da sociedade, com todas as suas contradições e com todas as suas belezas, que os fluxos de saberes se fortalecem, transformando todos os sujeitos envolvidos nessas trocas.
 
ACONTECEU

O violinista búlgaro Miroslav Hristov promoveu atividades na UFPE
 

UFPE, sob a coordenação da professora Paula Bujes. Acompanhado de professores e alunos do Departamento de Música, Hristov participou de um concerto, no dia 13, na Igreja Madre de Deus, no Recife Antigo. Ele também realizou uma master class para outros violinistas, no Auditório Evaldo Coutinho, no Centro de Artes e Comunicação (CAC), no dia seguinte.

O violinista Miroslav Hristov é professor na Escola de Música da Universidade do Tennessee e viaja pelos Estados Unidos, Europa e América Latina realizando palestras, master classes e apresentações. Ele também participa de festivais internacionais de música e foi ganhador de prêmio na competição internacional para violinistas Dobrin Petkov.


Mais informações
Departamento de Música
(81) 2126.8318
 

Serviço Integrado de Saúde Promove oficina de Trabalho para Reorganização
 
 
O Serviço Integrado de Saúde (SIS) sediou a Oficina de Trabalho sobre a reorganização das ações do SIS, nos dias 05, 07, 13 e 14 de outubro. O objetivo principal dos encontros foi iniciar o processo de planejamento das ações nas áreas de Assistências à Saúde, Extensão, Ensino, Pesquisa e Gestão do SIS, após sua institucionalização, pela resolução número 11/2016, assinada no dia 14 de julho.
 
Regida pela professora Elaine Carvalho e pela assistente social da UFPE Angela Nascimento, ambas colaboradoras do SIS, a oficina contou com a participação de Simone Germano e Lúcio Enrico, representantes da PROExC - que vem participando a convite do SIS - e aconteceu da seguinte forma: no dia 05, Atividades, Diretrizes e Princípios das Ações no SIS; no dia 07,  Apresentação do Panorama das Atividades de Assistência à Saúde e das Atividades de Extensão; no dia 13, do Panorama das Atividades de Ensino e Pesquisa; e por fim, no dia 14, o primeiro momento foi de Apresentação do Panorama das Atividades de Gestão e o segundo, de Reunião dos Segmentos para escolha dos representantes para o Conselho Gestor. Em consenso, UFPE, comunidade e Prefeitura decidiram expandir o diálogo entre seus integrantes para a escolha dos representantes numa próxima reunião, marcada para o dia 04 de novembro.

O Serviço Integrado de Saúde funciona como unidade de práticas integrativas, como Programa de Extensão da UFPE e como Núcleo Comunitário de Cultura, Comunicação e Saúde. 



Mais Informações:

angelanasce@hotmail.com

PROExC forma comissão para trabalhar na regulamentação da preservação de museus, acervos e coleções da UFPE


Por Talles Colatino
 
A Pró-Reitoria de Extensão e Cultura (PROExc), a partir de uma reunião realizada no dia 06 de outubro, no Centro Cultural Benfica, formou uma comissão temporária para trabalhar em torno das demandas geradas pelos museus, coleções científicas e galerias de arte que funcionam no âmbito da UFPE.

Liderada pela Diretoria de Cultura da PROExC, a reunião reuniu um grupo formado por docentes e técnicos da UFPE, que indicaram a professora Emanuela Ribeiro e a museóloga Penélope Bósio como presidente e vice presidente, respectivamente. A comissão conta com, ao todo, dez membros.

A iniciativa é um desdobramento de uma reunião realizada com o reitor Anísio Brasileiro, no último mês de maio, na qual ficou evidenciada, pelo mesmo, a relevância do tema e a necessidade institucionalizar uma regulamentação para a preservação desses espaços e coleções na gestão da Universidade.

A proposta é que a comissão, a ser designada através de portaria pela PROExC, trabalhe ao longo de até 180 dias numa proposta de resolução, regulamentando as demandas particulares em torno do tema, a ser submetida à aprovação do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão da UFPE.

Na reunião, o grupo entendeu ainda a importância de ter representantes da PROPESQ, PROACAD e PROCIT, além da PROExC, considerando a transversalidade dos temas atravessam as realidades dos museus, coleções, galerias de arte e acervos
.

Mais informações
Centro Cultural Benfica
2126-7387

Coordenadores setoriais de extensão realizam reunião na Cecine

 
Os coordenadores setoriais de extensão dos centros da UFPE realizaram a reunião bimestral, no prédio da Coordenadoria de Ciência do Nordeste (Cecine), no dia 01 de outubro. Durante o encontro, foi debatida a minuta do documento que visa a instituir a meta dos 10% para a extensão nos currículos dos cursos da universidade, estipulada em cumprimento às diretrizes do Plano Nacional de Educação (PNE).

Para a coordenadora da Cecine, Cida Guilherme, a reunião é importante para dar continuidade ao projeto de curricularização. “o saldo positivo da reunião de hoje fica tanto pela oportunidade do Diretor de Extensão apresentar essas propostas para o ENExC, quanto para os coordenadores das setoriais aprimorarem a minuta da curricularização”, comentou.

 
 
Faculdade de Direito do Recife sedia a série de concertos “Música na FDR”


Em comemoração dos 70 anos da Universidade Federal de Pernambuco, o Departamento de Música da UFPE, em parceria com o Centro de Ciências Jurídicas (CCJ), realizou a série de concertos “Música na Faculdade de Direito do Recife”. O evento aconteceu no dia 04 de outubro, no Salão Nobre do CCJ. A abertura foi na Praça Adolfo Cirne (FDR) com apresentação do grupo “Trombones PE Quarteto”.

O grupo “Trombones PE Quarteto” foi criado em 2016 e é formado por alunos do curso de Bacharelado em Trombone do Departamento de Música da UFPE. Apresenta-se com repertório tanto em conjunto quanto solo, com acompanhamento de piano. As peças apresentadas fazem parte do repertório tradicional para trombone, incluindo também transcrições para instrumento solista e para quarteto. A formação com acompanhamento de piano possibilita que seja tocada uma grande variedade de repertório e viabiliza a apresentação de peças solo dando ao público a oportunidade de conhecer os trombonistas como intérpretes, individualmente, além do trabalho de quarteto.

 

Biblioteca Pública de Casa Amarela e Centro de Educação sediam edições do Cineab


A última sessão do CiNeab, projeto de extensão do Núcleo de Estudos Afrobrasileiros da UFPE (Neab), aconteceu dia 14 de outubro, na Biblioteca Pública de Casa Amarela (Rua Major Afonso Leal - Casa Amarela).

O CiNeab, sob o tema Literatura, História e Cultura Africana e Afro-brasileira, exibiu o documentário “Baobá, um pé de quê?”, do diretor Estevão Ciavatta.

 

Já no Centro de Educação (CE) a sessão aconteceu no dia 27 de setembro, no Auditório Carlos Maciel (CE-UFPE), das 14h às 18h. As inscrições foram realizadas no local.

O CiNeab, sob o tema População Negra, Políticas de Ações Afirmativas e o Extermínio da Juventude, exibiu o documentário “Diz aí – Enfrentando ao Extermínio da Juventude Negra”. 

NEAB – O objetivo do projeto é fomentar e desenvolver atividades de ensino, pesquisa e extensão relacionadas ao campo de estudos afro-brasileiros que busquem promover a igualdade é o principal objetivo do Neab.

Mais informações
Núcleo de Estudos Afro-Brasileiros (Neab)

neab.ufpe@gmail.com

ProExC recebe propostas artísticas para o Fórum Universidade-Diversidade
do ENExC 2016

 
 
O II Encontro de Extensão e Cultura (ENExC), evento promovido pela Pró-reitoria de Extensão e Cultura (ProExC) da UFPE, promoverá nos dias 23 e 24 de novembro, no Centro de Educação (CE), o Fórum Universidade-Diversidade, que teve suas inscrições encerradas no dia 14 de outubro
 
Trata-se de uma ação pensada para viabilizar a fertilização de debates acerca de temas que tocam diretamente a vida em comunidade. Coordenado pela Diretoria de Cultura da ProExC, o Fórum acontecerá  em quatro encontros, dividido pelos temas que os guiarão: Religião e Fé; Gênero e Orientação sexual;  Etnia e Raça; e Política e Ideologia. Cada debate será mediado por um professor-pesquisador do assunto e terá a arte como deflagradora da discussão.
 
A seleção dos trabalhos contemplados será feita pela equipe de Cultura da ProExC, em parceria com os próprios proponentes. A ideia é que discentes, docentes, técnico-administrativos, alunos egressos e demais interessados apresentem propostas de intervenções e de apresentações artísticas que dialoguem com algum, ou mais de um, dos temas do Fórum. Serão escolhidas até três propostas para cada eixo temático. As apresentações deverão ter duração máxima de 15 (quinze) minutos. O formato é aberto, dentro das linguagens artísticas - como a literatura, a música, o teatro, a dança, as artes visuais, o cinema, a performance, e outras – ou nas misturas dessas linguagens. Após as apresentações/intervenções, haverá o debate, coordenado pelo mediador de cada eixo temático do Fórum. Um proponente pode submeter quantas ações quiser, para todos os eixos temáticos.
 

Mais informações
2126-8633 / 2126-8609
 

O curso Vozes que Saem Pelos Poros promove primeira exibição pública das atividades do projeto

      


 
Os alunos do curso “Vozes que saem pelos poros”, realizaram no dia 29/09 o “Primeiras Vozes – criação processo” primeiro compartilhamento público das atividades em processo resultantes do módulo 1 do projeto. O evento aconteceu no Teatro Joaquim Cardozo (Rua Benfica, 157 - Madalena). O evento foi aberto ao público. 
 
O curso de dramaturgia, ministrado por Luiz Felipe Botelho e fruto de uma parceria entre a Universidade Federal de Pernambuco e a Fundação Joaquim Nabuco, estimula nos alunos/atores a criação de textos através de seus olhares particularizados e únicos. Essa primeira atividade pública se propõe a aferir como aquilo que toca o criador toca também o espectador.


Mais informações
Centro Cultural Benfica

Secretaria: 2126.7387
Teatro Joaquim Cardoso: 2126.7388
 

Ciência Política é tema da segunda edição do Quarta Capa
 
Por Ascom

O professor e pesquisador Flávio da Cunha Rezende foi o convidado da segunda edição do projeto “Quarta Capa: Conversas na Editora UFPE”, projeto da Editora Universitária, em parceria com da Diretoria de Cultura/Proexc da UFPE, que aconteceu no dia (28), no auditório da Editora. O evento foi aberto ao público.

O tema do encontro foi “O tamanho do Estado no mundo globalizado” e foi guiado pela pesquisa de Rezende, recém-publicada no livro “Os Leviatãs estão fora do lugar”, sobre a expansão do Estado em democracias contemporâneas, de mercado competitivo e expostas à globalização.

Indo além dos simplismos ideológicos, a pesquisa, realizada ao longo de 20 anos, indica de que modo as sociedades tomadas por modelares no exercício da agenda do Estado mínimo, analisadas comparativamente num grupo de 54 países, terão ampliado os gastos públicos destinados à proteção social e econômica. “A minimalização do Estado é uma argumentação que não encontra lugar no mundo empírico”, explica o professor. A conversa foi mediada pelo jornalista e doutor em ciência política Juliano Domingues.


Mais informações
(81) 2126.8930
livraria@edufpe.com.br

Seminário marca início de parceria entre UFPE e FUNASE

Em parceria com a Fundação de Atendimento Socioeducativo (FUNASE), a UFPE realizou na manhã do dia 27 de setembro, no auditório do Centro de Ciências Sociais Aplicadas (CCSA), o seminário “UFPE e Funase: Abordagens sobre a Socioeducação em Pernambuco”, com o objetivo de iniciar uma parceria em pró do aperfeiçoamento do sistema socioeducativo.  Participaram do seminário professores e alunos da universidade e gestores públicos e técnicos da Funase.

O reitor da UFPE, Anísio Brasileiro, também marcou presença e agradeceu a confiança da FUNASE em estabelecer esse contato e salientou a atuação da universidade nas causas pró-juventude. Também presente na cerimônia, o presidente da FUNASE, Moacir Carneiro Leão, destacou a importância dessa união: “O evento marca o início de um trabalho em conjunto com a UFPE e acreditamos que podemos colher bons frutos desta nova parceria”, disse.

Durante o seminário, a diretora de planejamento da FUNASE, Maria José Gueiros, exibiu os dados da instituição. Como a idade dos jovens com quem trabalham, os crimes cometidos por eles e a quantidade de funcionários da Fundação. Ela foi sucedida pelo pré-lançamento do livro “Educar ou Punir”, resultado da pesquisa da professora do Departamento de Serviço Social Valéria Nepomuceno, em parceria com o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef).

Irismar Silva, integrante da Unicef, comentou a importância de parcerias como essa. “Para nós, parcerias como essas são super importantes. Os jovens da FUNASE são vistos com muito medo pela sociedade. A universidade pode contribuir  tanto com a formação científica, quanto com projetos de extensão”, comentou. 


Representantes da UFPE e UNICEF durante o encontro
 

CFCH recebe seminário sobre sociologia e educação

Por Ascom

O Núcleo de Pesquisa em Ensino e Sociologia (Nupeso) da UFPE está organizando o seminário “Sociolog@ndo: ensino de sociologia e suas conexões” a fim de promover a aproximação entre o campo da profissionalização docente e as diversas práticas no ensino de sociologia. O evento ocorreu entre 27 e 29 de setembro, no Auditório Barbosa Lima Sobrinho, no Centro de Filosofia e Ciências Humanas (CFCH). 

A palestra de abertura do seminário foi realizada pela professora Silke Weber, do Departamento de Sociologia da UFPE, e abordou a profissionalização docente e o ensino de Sociologia. Professores e pesquisadores da UFPE, da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), Universidade Federal de Alagoas (Ufal), Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE), Faculdade Escritor Osman da Costa Lins (Facol) e Fundação Joaquim Nabuco (Fundaj) estão entre os participantes das mesas-redondas e palestras.

Além disso, houve também o lançamento das revistas de graduação de Ciências Sociais Idealogando e Idealogando Visual. A programação completa pode ser encontrada no site do evento. Foi emitido certificado de participação.

NUPESO – O Núcleo de Pesquisa em Ensino e Sociologia (Nupeso) da UFPE, reinaugurado durante o seminário, é vinculado ao Departamento de Ciências Sociais e tem coordenação da professora Rosane Alencar. O objetivo do evento é discutir o ensino de Sociologia a partir da produção da área e dos projetos de intervenção construídos no Programa Institucional de Iniciação a Docência (PIBID/Sociologia).

Mais informações
Núcleo de Pesquisa em Ensino e Sociologia

nupesocomunicacao@gmail.com 
 

Seminário encerra curso do Programa Escola da Terra - 2ª Edição

 
Nos dias 26 e 27 de setembro de 2016 aconteceu, no auditório da FAFICA e no Centro Acadêmico do Agreste, o Seminário de Conclusão do Curso de Aperfeiçoamento em Educação André Ferreira Programa Escola da Terra em Pernambuco - 2ª Edição.

O Curso, com carga horária de 180 horas e realizado em Alternância Pedagógica (parte na universidade e parte nos municípios), foi promovido pelo Núcleo de Pesquisa, Extensão e Formação em Educação do Campo (NUPEFEC) e coordenado pela Profa. Iranete Lima. Nesta edição formou 419 professores dos municípios de Afogados da Ingazeira, Arcoverde, Belo Jardim, Bonito, Brejo da Madre de Deus, Cabo de Santo Agostinho, Caetés, Calçado, Calumbi, Camocim de São Félix, Carpina, Caruaru, Cortês, Igarassu, Iguaracy, Ingazeira, Itapetim, Itapissuma, Lagoa do Ouro, Lagoa Grande, Limoeiro, Macaparana, Maraial, Panelas, Rio Formoso, São João e Sirinhaém.

 
Estiveram presentes na cerimônia de abertura a Pró-Reitora de Extensão e Cultura Maria Christina de Medeiros Nunes, o Prof. Demócrito José Rodrigues da Silva, coordenador de Gestão da Extensão; Roseane Patrícia de Souza e Silva, coordenadora geral dos cursos de graduação. Participaram também do evento o presidente do Centro Paulo Freire, André Ferreira; Paulo Rubem Santiago, professor da UFPE e ex-presidente da Fundação Joaquim Nabuco; Edla Soares, representante da Educação do Campo no Conselho Estadual de Educação de Pernambuco; diversos Secretários de Educação dos Municípios atendidos e representantes dos Movimentos Sociais do Campo.



Mais Informações:
No blog do NUPEFEC
 

Centro Cultura Benfica recebe turmas de escola municipal

O Centro Cultural Benfica recebeu alunos de três turmas da Escola Municipal José Antônio Nascimento, nos dias 20, 22 e 23 de setembro, como parte das atividades em comemoração à 10ª Primavera dos Museus, temporada cultural promovida pelos museus brasileiros em Parceria com o Ibram (Instituto brasileiro de museus).
 
As crianças visitaram as exposições “Mão Dupla” e “Em Construção” e participaram da ação educativa Conhecendo os Casarões da Rua Benfica, atividade realizada nos jardins do Centro Cultural Benfica. 
 

Mais informações
Centro Cultural Benfica
2126-7387
 

Grupo de Trabalho da Proexc participa de reunião na UPE



O Grupo de Trabalho da Pró-Reitoria de Extensão e Cultura, que estuda a inserção da extensão nos currículos da graduação, participou de uma reunião com os docentes do Instituto de Ciências Biológicas (ICB) da Universidade de Pernambuco (UPE), no dia 20 de setembro.

A convite do ICB, a Diretora de Extensão, Juliana Souza de Oliveira, acompanhada por Flávia Campos e pelo professor Ricardo Medeiros, explanaram sobre o trabalho que vêm desenvolvendo para a integralização da extensão na carga horária dos cursos de graduação da UFPE, e da experiência vivenciada durante a visita à Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).  
 

Feira de incentivo à leitura movimenta Centro de Educação

       
Evento contou com a presença de alunos de escolas da Rede Municipal do Recife
   
Aconteceu, no Centro de Educação da UFPE (CE), a “III Feira de leitura: territórios interculturais da leitura”, integrando-se ao Seminário Final do Projeto Intercâmbio Cultural Recife Xukuru (Iberbibliotecas/CERLALC/UNESCO).  A Feira, que aconteceu entre 15 e 16 de setembro, teve como objetivo garantir a troca entre diversos agentes que promovem e que mediam práticas de leitura, envolvendo os participantes da região metropolitana do Recife e professores das aldeias Xucuru, localizadas na Serra do Ororubá, na região do município de Pesqueira (PE).

“A ideia é divulgar projetos que incentivem a leitura, mas sem ser da forma comercial que acontece nas Bienais. Nossa ideia é de fazer as pessoas verem por onde a leitura circula, além de formar professores que sejam aptos a ensinarem dessa maneira”, disse Ester Calland, professora do Centro de Educação e uma das responsáveis pela realização da Feira.

       
A professora da UFPE Ester Calland é uma das organizadoras da "III Feira de leitura"

O povo Xucuru mantém projetos de incentivo à leitura dentro das escolas indígenas. Essas iniciativas surgiram em 2012, quando integrantes do povo diagnosticaram que as crianças apresentavam dificuldades de ler e escrever muito altas. “Decidimos que era importante mudar esse quadro. Nós precisávamos nos tornar um povo leitor”,  disse Eduardo Feitosa, professor de escolas do povo Xucuru. “Nós mantemos atualmente vários projetos, como o ‘Trilha da Semente’, o ‘Hora do Conto’ e o ‘Pé de Árvore’, que são projetos que não apenas incentivam a literatura, mas também a leitura da história do nosso próprio povo, dos nossos antepassados”, completou.
 
Eduardo Feitosa, professor na comunidade Xucuru, coordena projetos de incentivo à leitura
 


 

Brigada juvenil de enfrentamento ao mosquito Aedes aegypti

 
O projeto “Brigada juvenil de enfrentamento ao mosquito Aedes aegypti”, aprovado no edital PIBEX temático do ano de 2016, sob coordenação do professor Dr. Danilo Carvalho, do Colégio de Aplicação da UFPE (CAp), vem desenvolvendo uma série de ações junto aos alunos do CAp. O projeto tem como objetivo principal implementar, no âmbito da educação básica, ações relacionadas ao enfrentamento do mosquito Aedes aegypti. Para tanto, foi criado através desse projeto, o grupo dos “CApturadores de mosquitos”, que conta com alunos e professores do CAp, bolsista de extensão e colaboradores externos.

A equipe conta com a participação de 12 alunos do Ensino Médio, sendo eles: Anne Beatriz Arruda, Gabriela Lima, Helena Porto, Henrique Tseng, Júlia Bispo, Lethycia Souza, Maria Fernanda Zayne, Matheus Castilho, Plácido Nilo, Renato Sampaio, Tiago Magnato, Yano Vasconcelos. Como bolsista de extensão, integra o grupo o aluno de graduação em Ciências Biológicas – Licenciatura, Jean Liberato, além de contar com 3 professores do CAp que atuam como colaboradores das ações desenvolvidas: Adriana Rosa, Helena Sandra Gouvêia e Iwelton Madson. Adicionalmente, como colaboradores externos ao CAp, o grupo é reforçado com a participação da pesquisadora Rosângela Barbosa, do Centro de Pesquisas Aggeu Magalhães, da coordenadora da CECINE, Maria Aparecida Guilherme da Rocha, da coordenadora da Bureau de Design da PROEXC-UFPE, Simone Germano, e do assistente administrativo da PROEXC-UFPE, Diego Souza.

Dentre algumas das ações já implementadas pelo projeto, pode-se destacar a construção e instalação de 100 armadilhas para captura de ovos do mosquito Aedes aegypti dentro do CAp e do Centro de Educação (CE); a capacitação básica dos alunos realizada no Departamento de Entomologia do Centro de Pesquisas Aggeu Magalhães; a formação do grupo permanente de estudos em entomologia médica; a estruturação da exposição didática itinerante, que visitará escolas públicas para realização de ações educativas que visem a sensibilização do público atendido para o controle dos mosquitos vetores. Além disso, outras atividades ainda serão realizadas, como a contagem dos ovos e identificação da densidade populacional do mosquito nas áreas investigadas, eliminação de criadouros e/ou possíveis criadouros para o mosquito, ações educativas através de cartazes no Colégio, página de redes sociais, dentre outras. 

 
     Participe do Notícias da PROExC

Tem sugestões de notícias sobre a Pró-Reitoria de Extensão e Cultura e quer compartilhar? Entre em contato através do e-mail proext.bureaudesign@ufpe.br.
Facebook
Email
Twitter
Pró-Reitoria de Extensão e Cultura
Pró-Reitora: Maria Christina de Medeiros Nunes
Diretor de Cultura: Luís Reis
Diretora de Extensão: Juliana Souza Oliveira

Boletim Notícias da PROExC
Coordenação: Simone Germano
Colaboração: Camila Martinelli, Guilherme Carvalho, Luan Marques,
Maíra Sthefane, Maria Julia, Milena Fernandes e Natalia Abdon






This email was sent to <<Email Address>>
why did I get this?    unsubscribe from this list    update subscription preferences
PROExC UFPE · Av. Prof. Moraes Rego, 1235 - Cidade Universit�ria · Recife, IA 50670-901 · Brazil

Email Marketing Powered by Mailchimp