Copy
Fevereiro 2017
Após o recesso do mês de janeiro, nossa equipe está de volta e, com imensa satisfação, traz as novidades e as informações que acontecem no dia a dia da Pró-reitoria de Extensão e Cultura da UFPE.

2016 foi um ano de muitos desafios, novidades e aprendizados para todos nós, que em 2017 possamos aprender ainda mais. Convidamos e contamos com você para nos acompanhar em mais uma jornada!

 
ACONTECE

Exposição "Cruzando Mares" entra em cartaz no CAC em março

 
A "Cruzando Mares", exposição conujunta dos artitas Sebastião Pedrosa e Graham Snow ficará em cartaz na Galeria Capibaribe, no Centro de Artes e Comunicação (CAC), entre os dias 8 e 30 de março.  

A mostra apresentará produções inéditas dos dois artistas, refletidas em pinturas, esculturas e objetos que revelam como os artistas dialogam entre si através das suas visões particulares sobre a geometria que dão formas às suas peças e as cores vivas que as preenchem.

Além da exposição, no dia 15 de março, os artistas estarão reunidos para uma conversa no mine auditório do CAC das 9h às 12h.

Inscrições para o UnATI começam em março
 
As inscrições para os cursos oferecidos pelo programa Unidade Aberta à Terceira Idade (UnATI-UFPE) vão acontecer entre os dias 4 e 12 de março, ou até o preenchimento total das vagas. Todas as matrículas devem ser feitas pela internet, através do endereço: http://www.clickpe.com/unati. 

Entre os dias 2 e 3 de março, das 9h às 11h e das 14h às 16h, haverá orientações para as matrículas, no Espaço de Convivência da UFPE (ao lado da casa do estudante). Cada aluno só poderá se matricular em um curso e a idade mínima para quem quiser participar é de 60 anos. A relação dos cursos será informada em breve no site e na sede do PROIDOSO. 

Mais informações
2126-7366

PROExC lança edital PIBExC 2017 com novas linhas temáticas
Com o intuito de incentivar e fomentar os projetos de extensão acadêmica e cultural da Universidade Federal de Pernambuco, a Pró-Reitoria de Extensão e Cultura (PROExC) torna público o edital Programa Institucional de Bolsas de Iniciação a Extensão e Cultura - PIBExC 2017. A ferramenta, neste ano, vai direcionar um montante de R$ 915 mil, entre recursos financeiros e bolsas, para atividades de extensão, pesquisa-ação e/ou inovação propostas por docentes e técnicos administrativos de nível superior. A inscrição eletrônica dos projetos através da plataforma Sigproj segue até o dia 6 de março.

Uma das novidades do edital deste ano é a abertura de linhas temáticas específicas da área da cultura: “Memória e Patrimônio Cultural” e “Linguagens artísticas”, esta última visando abraçar projetos nas áreas de teatro, dança, artes visuais e plásticas, música, cinema e literatura. Além delas, eixos nas áreas de Comunicação, Direitos Humanos, Saúde, Meio Ambiente, Justiça e Tecnologia surgem através de temas pertinentes ao debate contemporâneo, como inclusão social, acessibilidade e saúde pública.

“A realidade social é que nos aponta os caminhos a seguir. Neste edital, além de introduzirmos novas linhas temáticas buscamos materializar a associação extensão e cultura na centralidade da proposta, o que amplia o Programa Institucional de Bolsas de Extensão e Cultura”, avalia a pró-reitora de Extensão e Cultura, Christina Nunes.

Mais informações
Coordenação de Gestão da Extensão da PROExC

2126-8134/8609
sigproj.proexc@ufpe.br
 

Edital seleciona projetos para ocupação da Galeria Capibaribe

Por Ascom
 
O edital de ocupação da Galeria Capibaribe – 2017 está com inscrições abertas para seleção de projetos de exposições. Há duas linhas de propostas: Artísticas e Artístico-Pedagógicas. Os interessados podem se inscrever gratuitamente até o dia 10 de março. O edital está disponível para acesso no blog da Comissão Permanente de Arte e Cultura (CPAC) do Centro de Artes e Comunicação (CAC) da UFPE.

São objetos desta seleção projetos de exposições individuais ou coletivas, prioritariamente na área de artes visuais e suas interfaces hibridizadas com outras áreas, abrangendo as modalidades de pintura, gravura, desenho, objeto, escultura, instalação, vídeo-instalação, performance, poesia visual, projeto sonoro, fotografia, intervenção, residência artística, work in progress, web art, cyber art, proposta relacional ou outras experimentações inovadoras.

Também são aceitos projetos nucleados em áreas afins, como design, cinema, teatro, dança, música, literatura, arquitetura, urbanismo, história, antropologia, compreendendo mostras autorais, documentais e/ou biográficas relacionadas à produção cultural e artística de interesse da comunidade.

As inscrições podem ser feitas no Departamento de Teoria da Arte e Expressão Artística do CAC, no Campus Recife da UFPE, ou via Sedex. Todos os requisitos para participação no processo seletivo e os documentos exigidos para a inscrição estão listados no edital de seleção.


Mais informações
cac.arte.cultura@gmail.com

 

Exposição reúne olhares sobre a Região Metropolitana do Recife no Inciti
 

Por Ascom
 
A exposição #MeuCantoNaCidade está em cartaz na sede do Inciti/UFPE, no Bairro do Recife, e reúne 30 fotografias de 26 habitantes da Região Metropolitana do Recife. As imagens foram selecionadas por meio da campanha #MeuCantoNaCidade, realizada pelo Inciti, em parceria com o projeto Dajaneladomeuonibus, na plataforma Instagram, que convidou as pessoas a fotografarem aquilo que os encantava na vivência em suas cidades.

As imagens foram escolhidas a partir de dois critérios: as 10 fotos mais curtidas pelo público e outras 20 fotografias, selecionadas pelos curadores Gabriel Melo, Ivan Ferreira e Valéria Gomes, do Coletivo Bolandeira e Casa Candeeiro. Nesta segunda etapa, foram considerados como critérios a qualidade, a originalidade e a singularidade das fotos. A campanha #MeuCantoNaCidade aconteceu entre 2 de setembro e 28 de outubro de 2016 e teve mais de 400 fotos participantes.

As fotografias selecionadas estarão no térreo da sede do Inciti, em uma exposição interativa entre público e imagens. O horário de visitação será das 14h30 às 20h, até 23 de fevereiro, dando uma pausa por conta do carnaval e retornando no período de 2 a 10 de março. O Inciti fica na Rua do Bom Jesus, 191, Bairro do Recife.

Mais informações
Inciti

3037-6689
 

CECINE abrirá novas turmas para o curso de Introdução à Astronomia

Coordenadoria de Ensino de Ciências do Nordeste (CECINE) abrirá novas turmas para o curso de Introdução à Astronomia, no mês de março. Serão duas novas turmas, uma com início previsto para o dia 04, todos os sábados, das 15 às 17hs e outra com início no dia 08, nas quartas e sextas-feiras, das 10 às 12h.

O curso é gratuito e destinado ao público geral. As aulas acontecem na CECINE (Av. Economistas, nº 9 – Campus da UFPE – Cidade Universitária). Os interessados podem fazer suas inscrições clicando AQUI, até o dia 28 de fevereiro.

Mais informações
cecine.ufpe@gmail.com
2126 7030


CECINE promove cursos e oficinas no mês de fevereiro 
 

A Coordenadoria de Ensino de Ciências do Nordeste (CECINE) neste início de ano está oferecendo cursos e oficinas para o público em geral. As inscrições já foram encerradas e as aulas tiveram início no dia 07 de fevereiro e seguem até o dia 23 deste mês. Através dos cursos e das oficinas, os alunos podem participar e interagir coletivamente das atividades e também tirar dúvidas com os professores em sala de aula. 

Os cursos oferecidos são os de Física Básica, ministrado por Garuda de Braga, licenciando em física (UFPE); Matemática Básica, com Dalia Carvalho e Rayza Laurindo, ambas licenciandas em matemática (UFPE). Embora todos os cursos sejam abertos ao público em geral, esses dois são destinados, especialmente, para os calouros da Universidade. Além deles, o Curso de Introdução à Astronomia, coordenado e ministrado por Antônio Carlos Miranda, doutor em Astrofísica e professor da UFRPE, também faz parte dos cursos oferecidos pela CECINE.

 

Curso de Física Básica para calouros com o professor Garuda de Braga


Aula de Matemática Básica para calouros com Dalia Carvalho e Rayza Laurindo
 

Curso de Introdução à Astronomia com Antônio Carlos Miranda 
  
A Oficina de Reaproveitamento de Alimentos e o Uso Eficiente de Plantas Medicinais, oferecida por Francilene Santana, licencianda em Biologia (UFPE), alertou os participantes da aula sobre como reduzir o desperdício de alimentos, levantou os mitos e verdades sobre os remédios caseiros e ressaltou alguns cuidados essenciais com o uso das plantas medicinais.

 

Oficina de Reaproveitamento de Alimentos e o Uso Eficiente de Plantas Medicinais
 
Com a Oficina de Preparação de Repelente Caseiro, ministrada por Saulo de Tárcio, licenciando em Química (UFPE), os participantes puderam aprender a extrair o óleo de plantas para o preparo de repelente contra insetos e a fazer uma vela a partir do extrato oleoso que serve como repelente. Na oficina Princípios da Conservação dos Alimentos, os alunos viram um pouco sobre os princípios gerais da conservação de alimentos através do calor, frio, desidratação e mais. A aula foi realizada por Rodrigo Simões do Departamento de Engenharia Química (UFPE).
 

Oficina de Preparação de Repelente Caseiro com Saulo de Tárcio


Oficina de Conservação de Alimentos com Rodrigo Simões

Para saber mais sobre os cursos e oficinas promovidos pela CECINE clique AQUI
ACONTECEU

NEFD sediou XVI Encontro Internacional, Batizado e Troca de Cordas da Associação Capoeira Interação



Com apoio da Pró-reitoria de Extensão e Cultura (PROExC-UFPE), o XVI Encontro Internacional, Batizado e Troca de Cordas da Associação Capoeira Interação foi realizado no dia 18 de fevereiro, na quadra principal do Núcleo de Educação Física e Desportos (NEFD-UFPE).
 

Professor Henrique Gerson Kohl (DEF-CCS-UFPE)

A participação foi possível através da contribuição de 1kg de alimento não perecível. Toda a iniciativa foi destinada as ações de extensão do projeto intitulado “Capoeira COM a UFPE: gingados transformadores ao ritmo de epistemologias críticas”, coordenado pelo professor Henrique Gerson Kohl (DEF-CCS-UFPE). O evento contou com convidados nacionais e internacionais, como a presença do convidado Mestre Vulcão (Holanda/Bélgica).
 
 
Um dia antes do evento (17), uma palestra aconteceu no NEFD, com a temática “A Capoeira na Guerra do Paraguai: Batalhão de Zuavos da Bahia”, ministrada pelo mestre de capoeira Máximo (Salvador/Bahia), importante referência da capoeira ecriador da premiação internacional intitulada “Prêmio Berimbau de Ouro”.

Para conferir o evento do Encontro no facebook clique AQUI.
 
Mais informações

(81) 99960-0938
 

PROExC e Cit firmam acordo para criação de plataforma digital da Cultura



 
A Pró-Reitoria de Extensão e Cultura (PROExC), através da sua Diretoria de Cultura, firmou neste mês de fevereiro uma parceria com a empresa júnior Cit, do Centro de Informática (CIn) da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), para a criação de um portal online da Cultura. O espaço que contribuirá para o mapeamento de atividades culturais e artísticas produzidas pela comunidade acadêmica da UFPE.

O espaço virtual funcionará como uma espécie de rede social para os produtores de cultura da comunidade da UFPE cadastrarem seus projetos, interagir entre si e contribuir ativamente, junto à Diretoria de Cultura, para a criação de ações e políticas na área cultural. A plataforma também contará espaço para notícias, divulgação de editais na área, entre outras ferramentas. A previsão é de que o portal esteja pronto e ativo no segundo semestre deste ano
.

Mais informações:
Diretoria de Cultura
2126-8642

Audição para novos integrantes do coro Opus 2


Por Ascom adaptado

Os interessados em participar do Opus 2, coro do Departamento de Música da UFPE, puderam fazer parte da audição para novos integrantes, para as vagas de Soprano, Contralto, Tenor e Baixo. A audição aconteceu no dia 16, em uma das salas do Departamento, localizado no Centro de Artes e Comunicação (CAC), no Campus Recife da UFPE.

O Coro Opus 2 possui repertório para vozes masculinas, femininas e mistas. Os ensaios do coro do Departamento de Música são realizados nas quintas-feiras, das 17h às 19h, na Universidade. A regência é do professor da UFPE, Flávio Medeiros.


Mais informações
Dept. de Música

2126-8308
2126-8318

CECINE promoveu reunião com formadores do SEDUC-PE/PCR 


No dia 15 de fevereiro, a Coordenadoria de Ensino de Ciências do Nordeste (CECINE) sediou a reunião de formadores da Gerência Regional de Educação do Recife (GRE), da Secretaria de Educação do Estado (SEDUC-PE) e da Prefeitura da Cidade do Recife (PCR).

O evento, conduzido pelo técnico-pedagógico Carlos França (CECINE), contou com representantes de quatro regionais que formam a Região Metropolitana do Recife, professores de diferentes áreas do ensino, como química, física e biologia.

 
 
Carlos França ministrando a discussão 

A coordenadora da CECINE, Maria Aparecida Guilherme, acredita que um encontro anual como esse é de grande importância para trocas de ideias e opiniões entre professores e organizadores dos projetos, pois realizá-los requer esforço e muita dedicação. "É um trabalho em conjunto, justamente pra que se tenha êxito", afirmou. 
 

Maria Aparecida Guilherme coordenadora da CECINE
 
A reunião teve como objetivo avaliar as atividades oferecidas pela CECINE no ano passado, apresentar as atividades da coordenadoria para o primeiro semestre deste ano e também estabelecer parcerias entre a UFPE e a SEDUC-PE/PCR para ações de formação de professores.

Mais informações:
2126-7030

cecine@ufpe.br

Programa Fora da Curva traz jornalismo, crítica e diversidade
 
A professora Yvana Fechine durante a apresentação
 
Por Ascom adaptado 

Fazer uma leitura crítica dos assuntos que estão circulando na mídia e dar visibilidade aos que não aparecem nela são os motes do programa Fora da Curva, que lançou a sua primeira temporada no último dia 13, entre as 11h30 e as 12h, na Rádio Universitária (FM 99.9 e AM 820) e em streaming no Facebook. O programa é uma ação de extensão do Departamento de Comunicação da UFPE e será transmitido ao vivo de segunda a sexta. Confira o vídeo de divulgação.

O projeto foi apresentado ao público na manhã do dia 3, no auditório do Programa de Pós-Graduação em Comunicação (PPGCOM) da UFPE. A ideia é colaborativa e interdisciplinar, pois conta com professores de diversos outros departamentos da UFPE como fontes de informação e comentários. “Foi um verdadeiro exercício de articulação institucional”, afirmou a professora Yvana Fechine, uma das organizadoras do programa. 

Além disso, sete entidades parceiras também participam da experiência de comunicação pública: Marco Zero Conteúdo, Centro de Cultura Luiz Freire, Terral Comunicação, Centro Sabiá, Centro de Mulheres do Cabo, Mirim Brasil e Auçuba – Comunicação e Educação. A ideia é criar uma rede de colaboradores e dar voz aos movimentos sociais, para fazer jus aos dois slogans: “A gente fala o que a maioria cala” e “Jornalismo, crítica e diversidade”.

“A proposta é ofertar aos nossos ouvintes discursos alternativos, mas consistentes, que apresentem informações e interpretações que escapam da abordagem da mídia corporativa. Nosso objetivo é diversificar as vozes na mídia sobre temas da atualidade, seja no âmbito local ou nacional”, disseram os organizadores. “É uma tentativa de mostrar uma nova perspectiva”, explica a professora Maria Eduarda da Mota Rocha, do Departamento de Sociologia.

INTEGRAÇÃO – O pró-reitor de Comunicação, Informação e Tecnologia da Informação (Procit), Décio Fonseca, destacou o projeto como um exemplo de integração da comunicação com a sociedade. Inicialmente, o programa será realizado no Núcleo de Televisão e Rádios Universitárias (NTVRU), mas depois será produzido no Laboratório de Imagem e Som (LIS), localizado no Centro de Artes e Comunicação (CAC) da UFPE, no Campus Recife.

 

Professora Paula Reis, integrante do projeto (esq.) e Christina Nunes

Com participação dos estudantes, o Fora da Curva também vai servir como laboratório de aprendizado para os alunos da graduação. A pró-reitora de Extensão e Cultura (Proexc), Christina Nunes, destacou a natureza interdisciplinar do programa, que pode agregar estudantes de várias áreas e contar como carga horária de atividades. “A extensão também é muito importante para a formação dos nossos estudantes”, afirmou.

Mais informações
Programa Fora da Curva

programaforadacurva@gmail.com
facebook

Comitê Curador de Cultura inicia as atividades de 2017



O Comitê Curador de Cultura realizou sua primeira reunião de 2017, no último dia 9 de fevereiro, no Centro Cultural Benfica. O espaço passa a abrigar os encontros bimestrais do órgão que atua junto à Diretoria de Cultura na elaboração das ações culturais da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE).

No encontro, conduzido pelo diretor de Cultura da UFPE, o professor Luís Reis, o grupo deu início ao trabalho de avaliação dos editais previstos para o ano, bem como discutiu novas diretrizes para a atuação do Comitê ao longo das ações previstas. 


Mais informações:
Diretoria de Cultura
2126-8642
 

FDR promove o minicurso “A memória da Faculdade de Direito do Recife: histórias, ensino e personagens”


 
O projeto de extensão Memória Acadêmica da Faculdade de Direito do Recife promoveu o minicurso “A memória da Faculdade de Direito do Recife: histórias, ensino e personagens” e aconteceu nos dias 9 e 10 de fevereiro, no Auditório Tobias Barreto (FDR). Além de aulas, o projeto organizador do evento promoveu uma visitação aos espaços da faculdade. O minicurso foi aberto ao público em geral, mas destinado, principalmente, aos calouros da UFPE. 
 

 
A FDR nasceu da transferência da Faculdade de Direito de Olinda, fundada em 11 de agosto de 1827, para o Recife. Em 1912, mudou-se para o prédio onde funciona até hoje, na praça Dr. Adolfo Cirne, depois de concluídas as obras pelo Governo da República. A Faculdade de Direito do Recife tem grande importância para a história da UFPE. A instituição viveu tempos gloriosos sob a influência de Tobias Barreto, Joaquim Nabuco, Castro Alves, entre outros grandes nomes.

Mais informações

danielavalerialima@gmail.com

Adote Um Vira-Lata realiza evento de adoção de cães e gatos
 

Por Ascom adaptado 

O projeto de extensão da UFPE Adote Um Vira-Lata promoveu seu 51º Evento de Adoção de Cães e Gatos, no Parque de Exposições do Cordeiro, no sábado (4), das 10h às 16h. Cães e gatos de todas as idades e tamanhos, saudáveis, microchipados e castrados estiveram a espera por uma adoção amorosa e responsável.

Pessoas maiores de 18 anos puderam adotar, levando comprovante de residência e documento com foto (original e cópia). O projeto conta com a parceria do Estúdio Crio Designer, da Vivapet Fotografia, do Projeto Patinha de Aldeia e da Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE).

Esses eventos desempenham um papel social importante, pois o projeto procura ter maior contato com o público em geral e interessado em adotar, informando sobre a importância da guarda responsável e dos perigos de deixar os animais soltos na rua. Só puderam participar do evento animais cadastrados.

O Adote Um Vira-Lata conta com a colaboração do Projeto Patinhas, que estará com muitas novidades no bazar beneficente, revertendo toda a renda arrecadada para animais carentes. Na lojinha do Adote, haverá venda de produtos pet e camisas com a logomarca.

Mais informações
Adote Um Vira-Lata

98751.8445 (Ariene)
98899.6597 (Lena)

Centro Cultural Benfica sedia curso de teatro intergeracional


Uma vez por semana, entre os dias 10 e 31 de janeiro, o Centro Cultural Benfica sediou a Oficina de Teatro Intergeracional, projeto realizado pelo Núcleo de Teatro Experimental (Nute) com coordenação do professor Durval Cristóvão e uma equipe interdisciplinar de monitores, das áreas de filosofia, psicologia, saúde e educação. O curso trabalhou com a versão adaptada para o público infantil do texto da “Fábula do Convívio”, do filósofo alemão Arthur Schopenhauer. Privilegiando a construção coletiva, foram trabalhados os elementos que compõem a linguagem teatral.

A ideia de um curso que reunia diferentes gerações numa mesma sala surgiu de um trabalho que Durval realizou com adolescentes em situação de risco. “Percebi que a minha ação junto aos jovens poderia ser mais eficiente e render melhores resultados se eu tivesse uma amostragem maior da comunidade em que eles viviam, se na mesma sala eu tivesse mães, filhos, tias, avós. Levei a ideia para os pesquisadores que trabalham comigo e decidimos nos aventurar em um planejamento que pudesse abarcar toda essa diferença”, afirmou.

 

 
“É espantoso pensar que uma iniciativa como essa seja pioneira em nosso Estado”, disse Durval Cristóvão, “O teatro absorve todas as contradições possíveis. É um espaço de acolhimento que festeja as diferenças”.

A equipe está em período de avaliação das atividades e análise de relatórios. Após essa fase, será iniciado o planejamento de um novo curso.

Mais informações
Centro Cultural Benfica

2126-7388

Universidade americana apresenta projeto de mapeamento de mosquitos em parceria com UFPE

Por Ascom 
 
Um sensor conta mosquitos e identifica suas espécies, mandando essa informação em tempo real para servidores remotos. Nessa nuvem, chamada de VectorWEB, a densidade dos insetos é mapeada para permitir o controle de doenças como a zika. Essa é a proposta do projeto VectorWEB, apresentado no último dia 30 de janeiro no Auditório Reitor João Alfredo, na Reitoria, e realizado por pesquisadores da Johns Hopkins University (JHU), nos Estados Unidos, em cooperação com professores da UFPE.
 

“O benefício será não só para o Brasil, mas para outros países onde existem doenças transmitidas por mosquitos”, explica a professora Sylvia Lemos Hinrichsen, do Departamento de Medicina Tropical, que coordena o projeto na UFPE. O VectorWEB é financiado pela Agência dos Estados Unidos para o Desenvolvimento Internacional (Usaid). A cooperação entre as universidades vai durar um ano, com projeto piloto a ser realizado no Recife.
 

O pesquisador Soumyadipta Acharya, que coordena o projeto ao lado de Meg Glancey, explicou que armadilhas de vigilância, também chamadas de gaiolas, já são usadas há cerca de 40 anos para atrair o mosquito. No entanto, os sistemas são arcaicos e a meta é tornar as armadilhas inteligentes e fáceis de ser usadas. O sensor que envia as informações para o software deve ser adaptável e flexível para funcionar em diversos tipos de armadilhas já existentes.

Acharya esclareceu que a vantagem para o sistema de saúde é a alocação mais focada dos recursos nas áreas críticas. Como as informações ficarão disponíveis por meio de aplicativo, também será possível que indivíduos vejam alertas de focos e epidemias para saber se estão em áreas de risco – da mesma forma que uma previsão do tempo, o recurso pode ajudar as pessoas a se prevenirem. O sensor também pode facilitar o trabalho dos técnicos e permitir manutenção remota.

Já existem protótipos preliminares das armadilhas e dos softwares. O projeto piloto no Recife tem como objetivos demonstrar viabilidade, testar o potencial do produto para que possa ser usado ao redor do mundo e democratizar informação para a população. Serão testadas, daqui a um ano, de 50 a 100 unidades, em locais ainda a serem definidos. “Vamos tirar a pesquisa do laboratório e levá-la para a sociedade, com impacto positivo na vida das pessoas”, afirmou o pesquisador.

A professora Sylvia Lemos afirma que o projeto será realizado em quatro etapas: criação de protótipo (já realizada), visita dos pesquisadores para identificar a realidade local (em andamento), volta dos pesquisadores com adaptações do protótipo à realidade local (primeiro semestre do projeto) e ajustes de processos para aplicação em larga escala (segundo semestre do projeto). “A cereja do bolo não é a gaiola, mas sim o sensor, o software”, disse a professora.

COOPERAÇÃO – Ao recepcionar os convidados, o reitor Anísio Brasileiro afirmou que o conhecimento é um elemento essencial da cooperação entre os povos. “Problemas locais de dimensão global só pode ser solucionados de forma interdisciplinar”, apontou. O diretor-adjunto de Pesquisa da Diretoria de Relações Internacionais (DRI), Edmilson Lima, lembrou que a UFPE tem mais de 60 projetos em parceria com universidades americanas e desejou vida longa ao VectorWEB.

GRUPO – A equipe do VectorWeb Project na UFPE é composta pelos professores Sylvia Lemos Hinrichsen (Centro de Ciências da Saúde – CCS), Décio Fonseca (Centro de Ciências Sociais Aplicadas – CCSA – e pró-reitor de Comunicação, Informação e Tecnologia da Informação – Procit), Gilson Teixeira Filho (CCSA), Leandro Almeida (Centro de Informática – CIn) e Cristine Gusmão (Centro de Tecnologia e Geociências – CTG).

Mais informações
Professora Sylvia Lemos Hinrichsen

sylviahinrichsen@hotmail.com
 

PROGRAMA ZERANDO A DENGUE
Durante a visita dos pesquisadores americanos, membros do programa de Extensão Zerando a Dengue, formada pela técnica Tereza Melo, pelos professores Mônica Camelo e André Ayres do departamento de parasitologia e alunas de engenharia biomédica e parasitologia, acompanharam os pesquisadores e pode mostrar as ações de pesquisa e combate ao mosquito pelo programa na UFPE.
 

Hospital das Clínicas se mobiliza para combater o Aedes aegypti
 
Por Ascom


 
Com o objetivo de combater o mosquito Aedes aegypti, o Hospital das Clínicas da UFPE tem reunido esforços para eliminar qualquer possível foco do inseto nas dependências da unidade. A Superintendência, o Setor de Hotelaria Hospitalar, o de Infraestrutura Física, a Unidade de Manutenção e o Serviço de Saúde Ocupacional e Segurança do Trabalho têm se articulado para que, de forma conjunta, ações sejam realizadas no intuito de evitar e erradicar os focos do Aedes na unidade hospitalar.

No último dia 25 de janeiro, membros do Centro de Vigilância em Saúde, vinculado à Prefeitura da Cidade do Recife (PCR), realizaram um mapeamento dos possíveis pontos de proliferação do mosquito no HC, dando orientações para inibir o desenvolvimento das larvas.

Já no dia 21 de janeiro, a empresa Imune Saúde Ambiental, que atua no controle de pragas, fez a atomização (um método de controle com aplicação de inseticida) no subsolo da unidade e realizou a sucção de mosquitos no Laboratório de Análises Clínicas, elevadores, Bloco Cirúrgico, UTI e URCC. Vale lembrar que este trabalho de mapeamento e controle do mosquito já é feito há mais de dois anos, sendo realizado uma vez ao mês pelo órgão da PCR e quinzenalmente pela empresa terceirizada.

“É preciso que todos se mobilizem para combater este mosquito, em especial nesta época do ano, período de maior incidência das doenças, quando a atenção deve ser redobrada”, afirmou o superintendente do Hospital das Clínicas da UFPE, Frederico Jorge Ribeiro, ressaltando que é dever da comunidade sempre verificar o adequado armazenamento de água e a eliminação de todos os recipientes sem uso que possam acumular água e virar criadouros do mosquito. “O combate, claro, não deve se restringir à unidade hospitalar. As ações de combate ao mosquito no entorno do hospital são essenciais para o controle das doenças provocadas pelo Aedes”, completa.

Quem suspeitar de algum foco do Aedes aegypti no hospital deve entrar em contato com a Unidade de Manutenção, das 7h às 16h, pelo telefone (81) 2126.3501 para que seja acionada a Imune Saúde Ambiental, que irá tomar as medidas necessárias para eliminar o local que tenha o mosquito.Qualquer suspeita de foco de Aedes deve ser informada à Unidade de Manutenção do HC.

Mais informações

Unidade de Manutenção
(81) 2126.3501
     Participe do Notícias da PROExC

Tem sugestões de notícias sobre a Pró-Reitoria de Extensão e Cultura e quer compartilhar? Entre em contato através do e-mail proext.bureaudesign@ufpe.br.
Facebook
Email
Twitter
Pró-Reitoria de Extensão e Cultura
Pró-Reitora: Maria Christina de Medeiros Nunes
Diretor de Cultura: Luís Reis
Diretora de Extensão: Juliana Souza Oliveira

Boletim Notícias da PROExC
Coordenação: Simone Germano
Colaboração: Camila Martinelli, Guilherme Carvalho, Luan Marques,
Maíra Sthefane, Maria Julia, Mariana Guilarducci e Milena Fernandes 






This email was sent to <<Email Address>>
why did I get this?    unsubscribe from this list    update subscription preferences
PROExC UFPE · Av. Prof. Moraes Rego, 1235 - Cidade Universit�ria · Recife, IA 50670-901 · Brazil

Email Marketing Powered by Mailchimp