Copy
Newsletter Blogtailors 24 de agosto de 2016
View this email in your browser
x Morreu André Fernandes Jorge, editor e fundador da Cotovia, aos 71 anos
     > «Um editor de frente e de perfil», por António Guerreiro
x Três décadas sem Alexandre O'Neill
x Ser escritora a traduzir: uma forma de felicidade para Margarida Vale do Gato
x Autores e livreiros franceses apresentam os primeiros livros da rentrée literária
x Há 80 anos, Federico Garcia Lorca era morto em Granada
x Morreu Ignacio Padilla, escritor mexicano, aos 47 anos
x Vencedores dos Prémios Hugo 2016, para a literatura de ficção científica e fantasia, são divulgados
x John Updike regressa à casa de infância, no estado da Filadélfia, que se transforma brevemente em museu
x Conheça a carta de Aldous Huxley para George Orwell, seu aluno de Francês, a propósito de Mil Novecentos e Oitenta e Quatro
x Escolas da Argentina passarão a receber menos livros devido a falta de uso, segundo alegações do governo
x Editores quenianos pedem insenção de IVA para livros
x Livrarias parisienses lutam contra recessão após ataques terroristas
x É necessário repensar o modelo de conferências do mercado editorial
O PRIMEIRO LIVRO DO HOMEM QUE, SEM GRAVATA, FEZ MUITOS LEITORES

«O primeiro [livro] terá sido uma tradução da Christiane Rochefort, que saiu com tantas gralhas que não saiu. Foram 2000 livros guilhotinados. Lembro-me de os ter recebido, ia partir de fim-de-semana, e sentei-me na mesa da cozinha a ver. A dada altura fui buscar uma caneta e comecei a marcar. Quando cheguei ao fim do livro tinha centenas de gralhas. Felizmente nunca mais aconteceu. Perdemos muito tempo com os livros antes deles saírem.»
 
«Não consigo dialogar com pessoas arrogantes e agressivas. Custa-me tanto pôr uma gravata como aturar um idiota que do alto da sua função tenta esmagar – "Este vem aqui porque precisa de vender, então vou impor as regras."»

«Há uma vulgarização da leitura e dos livros. Edita-se e vende-se mais, mas não estou a falar de literatura. Não concordo que estejam a fazer leitores.»
 

Três trechos da entrevista que André Jorge concedeu a Alexandra Lucas Coelho, por ocasião dos 20 anos da Cotovia. Público, 29 de Outubro de 2008.
Imagem: Daniel Rocha
Academia Observador | Uma parceria Observador e Booktailors
A Academia Observador, uma parceria do jornal com a Booktailors, regressa em setembro, desta vez em tons musicais. Apologia do Jazz é o nome do workshop lecionado por José Navarro, que lhe dará (pelo menos) seis motivos para gostar deste género musical. Para leigos e amantes, a viagem pela história do jazz e das suas figuras incontornáveis tem lugar na Livraria Ferin, em Lisboa, a 17 de setembro, entre as 10.00 e as 13.00Clique aqui para se inscrever e saber mais informações.
Imagem: NY Daily News, via Getty Images
Depois do primeiro workshop, Rui Rodrigues volta à Academia Observador para um passeio por Lisboa. A cidade vista sob o olhar do fotógrafo é o mote para uma tarde em que vai redescobrir a capital através de uma câmara, esteja ela ao seu ombro ou no seu telefone. O ponto de encontro para o segundo curso da rentrée da Academia, uma parceria Observador | Booktailors, é na Praça Luís de Camões, às 15.00 de sábado, 24 de setembro. Clique aqui para se inscrever e saber mais informações.
Imagem: Rui Rodrigues
Copyright © 2016 Booktailors, All rights reserved. | 

Want to change how you receive these emails? You can update your preferences or unsubscribe from this list

Email Marketing Powered by MailChimp