Copy


Newsletter #35/2016, dezembro

Uma edição da Direção-Geral do Território no âmbito da Estratégia Cidades Sustentáveis 2020
Programa AdaPT: Adaptar Portugal às Alterações Climáticas

O Programa AdaPT foi desenvolvido para apoiar financeiramente a atuação em matéria de “Adaptação às Alterações Climáticas” em Portugal.

O desenvolvimento deste programa foi guiado pelos termos estabelecidos no Memorando de Entendimento entre Portugal, Noruega, Islândia e Liechtenstein, no âmbito do Mecanismo Financeiro do Espaço Económico Europeu (MFEEE/EEA-Grants). O programa foi informado pelas necessidades e contribuições do grupo de coordenação da ENAAC, a Estratégia Nacional de Adaptação às Alterações Climáticas.

No sentido de contribuir para os resultados esperados do programa (aumentar a capacidade para avaliar a vulnerabilidade às alterações climáticas e para aumentar a consciencialização e educação sobre as alterações climáticas), foram propostas áreas de projeto que foram submetidas a concurso, com exceção do projeto pré-definido:

- adaptação a nível local, visando a capacitação dos agentes da administração local (municípios e empresas municipais) com vista ao desenvolvimento de Estratégias Locais de Adaptação às Alterações Climáticas;

- educação e prémio às alterações climáticas, pretendendo integrar e complementar a educação ambiental em matéria de alterações climáticas, nas vertentes mitigação e adaptação, em escolas-piloto;​

- projetos setoriais, consistindo na seleção de projetos de suporte ao desenvolvimento de estudos ou implementação de medidas (piloto ou demonstração) identificadas como relevantes no âmbito dos grupos setoriais ENAAC.

Os concursos lançados neste âmbito resultaram no financiamento de oito projetos de adaptação às alterações climáticas. O operador do programa é a Agência Portuguesa do Ambiente (APA) enquanto gestora do Fundo Português de Carbono (FPC), o instrumento financeiro criado pelo governo Português para apoiar a política climática. O parceiro do programa dos países doadores é o Direktoratet para Samfunnssikkerhet og Beredskap (DSB), organismo norueguês responsável pelas áreas da proteção civil e alterações climáticas.

O operador do programa é a Agência Portuguesa do Ambiente (APA) enquanto gestora do Fundo Português de Carbono (FPC), o instrumento financeiro criado pelo governo Português para apoiar a política climática. O parceiro do programa dos países doadores é o Direktoratet para Samfunnssikkerhet og Beredskap (DSB), organismo norueguês responsável pelas áreas da proteção civil e alterações climáticas.

Fonte: adaptado de AdaPT.

Projeto pré-definido
 
Adaptação a nível local
 
Educação e prémio alterações climáticas
 
Projetos sectoriais
E-mail AdaPT
Portal AdaPT
No âmbito do programa AdaPT, decorreram, durante o mês de dezembro, seminários de encerramento dos seguintes projetos:

- Seminário de Encerramento do Projeto AdaPT AC:T - Método para integração da adaptação às Alterações Climáticas no Setor do Turismo, no Centro de Congressos do LNEC em Lisboa, dia 9 de dezembro saiba mais;

- Seminário de Encerramento do Projeto ClimaAdaPT.Local - Estratégias Municipais de Adaptação às Alterações Climáticas, no Auditório da Reitoria da Universidade de Coimbra, dia 9 de dezembro saiba mais;

- Seminário de Encerramento do Projeto Adapt for Change - Melhorar o sucesso da reflorestação em zonas semiáridas: adaptação ao cenário de alterações climáticas, no Cine-Teatro Marques Duque em Mértola, dia 13 de dezembro saiba mais.
Website
Facebook
Newsletter
 © Propriedade da Direção-Geral do Território
Reservados todos os direitos de acordo com a legislação em vigor

Quero deixar de receber este tipo de email






This email was sent to <<Endereço eletrónico>>
why did I get this?    unsubscribe from this list    update subscription preferences
Direção-Geral do Território · Rua Artilharia Um, 107 · Lisboa 1099-052 · Portugal

Email Marketing Powered by Mailchimp