Copy
View this email in your browser

*Por Jader Pires.

Eu tenho um amigo que coleciona Lolita, o livro. Ele tem várias edições do clássico de 1955, uma obra multicultural escrita por um russo em inglês para ser publicado em Paris, na França pós-guerra. Publicações nacionais de diversas editoras e versões publicadas em outros países, até uma impressão japonesa que não se entende nada daqueles pauzinhos riscados de cima para baixo que se lê da direita para a esquerda.

Fazer o quê, ele adora o livro, a problematização da controversa história e a importância de que obras assim permaneçam sendo discutidas para que entendamos, cada vez mais e sempre, a nossa própria humanidade. Para o bem e para o mal. Ele deve ter mais de setenta reproduções de Lolita em casa.

Preferências.

Eu tenho um amigo que gosta de colecionar amigos chamados Tiago. Sem H. Ele tem um primo chamado Tiago e, na escola, ficou amigo de mais um que também não tinha a letra muda no nome. Mantém até hoje uma amizade gostosa e próxima com os dois. Quando trabalhou em uma redação grande de portal na Internet, conheceu um outro Tiago sem H, gente boníssima, um encanto de amigo. Passaram a sair juntos constantemente.

Fazer o quê, acaba sendo coincidência conhecer pessoas com o mesmo nome que sejam legais. Ajuda a alcunha ter sido escolha da moda lá pro meio da década de 1980, muitos garotos foram chamados por seus pais de Tiago. Ou Thiago, com o H. Mas esses não contam. Hoje meu amigo tem uma gama enorme de amigos chamados Tiago sem H. Quatro.

Escolhas.

Eu gosto de ouvir histórias, colecioná-las e contar algumas aqui. Assim, meio sem pé e nem cabeça, porque não é todo dia que temos uma grande lição a aprender. Quando temos, aproveitamos. Quando não temos, avançamos também.

Possibilidades.

Pessoal, olá! Jader falando.

Semana que vem chegamos a tão sonhada edição 20 dessa newsletter e, com ela, o merecido descanso. 

Justo, não?

Na semana que vem explico melhor como as coisas vão funcionar, mas vai ser bonito e tranquilo. 

Segurem a emoção. Vai dar tudo certo. 


"Festa no Covil" e "Se vivêssemos em um lugar normal"

Esses são dois dos três livros do escritor mexicano Juan Pablo Villalobos, homem que fala muito bem o nosso português (ele é casado com uma brasileira) e escreve histórias deliciosas.

O México é um país muito parecido com o Brasil em suas tragédias cotidianas e esses dois livros aqui nos aproximam demais daquele mundo e aquele mundo de nós.

O "Festa no Covil" é um romance breve e ágil, quase uma novela, disfarçado de narcoliteratura, mas brilhantemente conta a história da neurose de um chefão do tráfico sob o olhar de um garoto, seu filho, preso em sua mansão. O segundo, "Se vivêssemos em um lugar normal", é um pastelão social que evidencia desleixo e descaso com a população mais pobre, com um tom de comédia muito acertado. Vale um e vale dois.
 

Barack Obama e Michelle Obama acertam 

Em entrevista a uma revista, o presidente dos Estados Unidos e sua esposa, Barack e Michelle Obama, dão dicas do que mais gostaram esse ano na cultura.  


"Barack Obama afirmou que sua música favorita é How Much a Dollar Cost, do disco To Pimp a Butterfly, de Kendrick Lamar, o maior indicado do Grammy [...] Quando o assunto é série, Obama se diz fã de The Knick [...] Por fim, se tiver sem filmes para assistir [...] Michelle aposta em Divertida Mente" 

Lamar, Knick, Mente. Só coisa fina.

 

A política nacional segundo Angeli 

Vai atrás.
"As treze histórias presentes no livro estão repletas do cotidiano, por onde desfilam personagens das mais variadas origens: um vendedor de crack, um político, um casal de idosos e um mágico de circo. As angústias e alegrias experimentadas por todos esses personagens – e que também são nossas – são expressas em situações fortes e incisivas, mas por vezes bem-humoradas, que aproximam o leitor da trama, sem deixar de fora detalhe algum.

Em Ela prefere as uvas verdes, entramos em contato com personagens em momentos surpreendentes de suas vidas. Momentos em que as perdas e os encontros trazem profundas transformações."

Você pode comprar meu livro direto no site da editora ou nas livrarias!
Facebook
Facebook
Twitter
Twitter
Instagram
Instagram
A Meio-Fio é uma publicação semanal do escritor Jader Pires com a missão de levar literatura em doses homeopáticas e uma pequena curadoria de produtos culturais e textos encontrados em publicações nacionais e estrangeiras. Se você gostou destas sentimentalidades, recomende a Meio-Fio para um amigo.

edições anteriores:
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 | 10 | 11 | 12 | 13 | 14 | 15 | 16 | 17 | 18 |

Copyright ©  2015 Newsletter Meio-Fio. Todos os direitos reservados.
Você recebeu este e-mail porque está inscrito na newsletter Meio-Fio (Jader Pires)

cancelar a inscrição    atualizar a assinatura