Copy
Olá, estamos enviando o quarto número das notícias do campo.
Desejamos boas festas e uma boa leitura!
O informativo para agentes da transição - 
agroecologia, soberania alimentar e movimentos sociais 
Mais informações
www.agroecoculturas.org 

Nº 4 - 21 de dezembro 2016
O email não se visualiza de forma correta? Veja no seu navegador
Desafios da Agroecologia
na Universidade e na Extensão rural

Iniciamos no canal das agroecoculturas uma série de entrevistas sobre processos de transições agroecológicas. As primeiras duas foram sobre os recém lançados: livros “Agroecologia na Universidade” da Dra. Luciana Buainain Jacob e “Agroecologia e Extensão rural”, organizado pelo Dr. Francisco Roberto Caporal. Os dois autores confirmam que a Agroecologia avançou tanto na academia como no campo, com centenas de experiências pesquisadas e sistematizadas.
Ao mesmo tempo apontam os perigos dos retrocessos, tanto do silenciamento dos pesquisadores nas universidades, como da divisão do Ministério de Desenvolvimento Agrário (MDA), entre vários outros ministérios e o corte de investimentos para a agricultura familiar. Os entraves para a aceitação da agroecologia como novo paradigma nas universidades e a falta de uma política pública para promover uma extensão rural adequada, dificultam a transição para uma agricultura sustentável e justa, tão necessária para garantir a segurança e soberania alimentar. 
O que era difícil de conseguir até agora, sobretudo o acesso à água e a terra, pode ficar ainda pior.
Essa questão foi discutida no IX EnconASA em Mossoró/RN pelos representantes da Articulação Semiárido Brasileiro (ASA) e seus parceiros, entre as preocupações estão também os cortes dos recursos do Programa de Aquisição de Alimentos, o PAA, de grande importância para agricultoras e agricultores familiares, camponeses e extrativistas, que recebem o pagamento antecipado para garantir a produção de alimentos para as comunidades locais, escolas e outras instituições públicas. As medidas tomadas atualmente pelo Executivo e Legislativo no país bloqueiam a agricultura familiar e põem em risco a soberania alimentar.
Faz-se necessária a resistência e resiliência coletiva, fortalecendo a agroecologia nas universidades, a extensão rural em base do manejo ecológico e o trabalho em rede.

Visite a plataforma agroecoculturas!
Luciana Buainain Jacob é pós-doutora em Ciências Sociais pela Universidade de Coimbra-Portugal, doutora em Ecologia Aplicada pela Universidade de São Paulo.
Recentemente publicou o livro "Agroecologia na Universidade – entre vozes e silenciamentos".

O livro pode ser encontrado na editora Appris: http://www.editoraappris.com.br/Busca?q=luciana+jacob
Dr. Francisco Roberto Caporal, professor da Universidade Federal Rural de Pernambuco, em entrevista com Dra. Angela Küster. Com base em artigos e textos produzidos durante os últimos anos organizou a publicação EXTENSÃO RURAL E AGROECOLOGIA: para um novo desenvolvimento rural, necessário e possível", incluindo textos dos autores José Antônio Costabeber (in memoriam), Adriana Calderan Gregolin, Daiane Soares Caporal, Gervásio Paulus e Ladjane de Fátima Ramos.
Compartilhe
Tweet
Divulgue

Encontro Campo, Comida & Cidadania

Estamos trabalhando para realizar o Encontro Campo, Comida & Cidadania. Durante uma semana você pode assistir a cada dia, 03 entrevistas online, gratuitas, durante 24 horas. Além disso, a abertura e o encerramento serão realizados ao vivo, permitindo a colocação de perguntas e comentários durante as sessões. Veja a programação e inscreva-se para receber todas as informações e acesso aos vídeos, do dia 28 de janeiro a 03 de fevereiro de 2017. Também receberá o acesso  ao grupo fechado do facebook para o intercâmbio entre os participantes e com os(as) especialistas.

Inscrevá-se aqui
segue no facebook
Website

Eventos internacionais

13ª COP da Biodiversidade reúne governos em Cancún, México 

 

As organizações da Sociedade Civil Brasileira elaboraram uma preparação da COP, uma Carta Aberta de Recomendações, assinada por mais de 60 movimentos e organizações da sociedade civil brasileira e entregue ao Ministério das Relações Exteriores. As negociações e compromissos internacionais assumidos pelo governo brasileiro acontecem normalmente, apesar da crise institucional entre os poderes.
Três temas demandam atenção: biologia sintética, polinizadores e Restauração de Paisagens.
Sobre a biologia sintética não existe marco legal dentro da Convenção de Diversidade Biológica, o tema é tratado de forma controversa e com grandes diferenças no posicionamento dos países. Se faz necessário abordar o tema e aplicar o princípio da precaução, já que não existe base científica sólida, nem mecanismos de regulação sobre estas atividades.
O tema dos polinizadores foi debatido, tratando do impacto do uso excessivo de agrotóxicos sobre populações de abelhas e outros insetos, o que prejudica a reprodução das plantas e cultivos agrícolas, além de agravar a perda de biodiversidade.
A restauração de biomas e de paisagens é colocada como uma das principais estratégias de conservação in situ pela Convenção, incluindo aqui os direcionamentos para os próprios mecanismos de financiamento da CDB. As organizações estão preocupadas com a tramitação do PL 4508/2016, que altera o Código Florestal para permitir a pastagem em área de reserva legal, considerando a atividade como objeto de manejo sustentável. No âmbito do CDB, tal contribuição seria preocupante não só pelo avanço da pecuária em áreas de preservação, mas pela introdução da brachiaria sp (pasto) nestes mesmos sítios. Paisagens não podem ser definidas sem considerar o componente socioambiental que se materializa na existência de Camponeses, Povos Indígenas, Povos e Comunidades Tradicionais.
 


http://terradedireitos.org.br/wp-content/uploads/2016/11/CARTA-DE-POSICIONAMENTO-SOCIEDADE-CIVIL-COP-13-MOP-8-MOP-2.pdf

Organizações do mundo todo chamam para uma moratória para a nova tecnologia de “extinção genética” na reunião da ONU
 
Mais de 160 organizações sociais, ambientais e sindicais publicaram uma chamada, convocando os governos reunidos na Convenção sobre Diversidade Biológica de 2016 para estabelecer uma moratória sobre a controvertida tecnologia conhecida como impulsores genéticos. Essa tecnologia de engenheira genética em experimento tem como objetivo a disseminação agressiva de uma característica específica numa espécie ou população na natureza. Se o impulsor é exitoso, essas características se tornam dominantes nas populações silvestres ou podem provocar sua extinção.
Eventos nacionais

IX EnconASA discute estratégias de resistência
 
O IX EnconASA foi realizado em Mossoró/RN, de 22 a 25 de novembro, contando com a participacao de representantes da Articulação Semiárido Brasileiro (ASA) e seus parceiros. Foram discutidas  estratégias de resistência e enfrentamento dos povos e comunidades tradicionais às ameaças a seus territórios e as consequências das mudancas políticas e econômicas para as políticas públicas voltadas para o Semiárido. Acesso à água, a terra e comercialização de alimentos da agricultura familiar estiveram no centro da discussão, na qual “a agroecologia foi apontada como um caminho que valoriza as práticas e culturas locais na produção de alimentos e fortalece as relações sociais das populações do campo” (
www.asabrasil).
compartilhar
twittar
Enviar

Publicações


Revista Brasileira de Agroecologia
 
Foi publicado o IV número, do ano de 2016, da Revista Brasileira de Agroecologia. Essa publicação acadêmica passou nesse ano a ser trimestral e vem sendo um canal fundamental para a produção acadêmica dentro da Agroecologia! Confira no link: rbagroecologia
 

Documentário

ECOVILAS BRASIL - Caminhando para a Sustentabilidade do Ser

Confira o documentário sobre Ecovilas, que vai virar livro!
Veja a campanha de financiamento coletivo e colabore:

www.benfeitoria.com/ecovilasbrasilolivro




Licença Creative Commons Atribuição-Não Comercial-Compartilha Igual

Nosso email é:
agroecoculturas@gmail.com



Gostaria mudar a forma do recebimento dessas notícias?
Pode atualizar suas preferencias o cancelar sua assinatura
 






This email was sent to <<Seu email>>
why did I get this?    unsubscribe from this list    update subscription preferences
Frau · Bänschstr. · 14 · Berlin 10247 · Germany

Email Marketing Powered by Mailchimp